Estrela

Voto no Projeto das RPV's pode ter sido trocado por cargos

28/12/2015 - Estrela

Em coletiva à imprensa na manhã desta segunda-feira (28), às 11h, a Bancada do PCdoB revelou o conteúdo das transcrições de parte dos áudios da investigação sobre a conduta do deputado Mario Jardel (PSD). De acordo com o deputado Juliano Roso, que é presidente da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa, a transcrição admite a possibilidade de que o voto favorável de Jardel no projeto das RPV's foi trocado por cargos no governo. "O mais grave é que o diálogo transcrito revela que as pessoas não precisariam trabalhar", destacou Roso.

Parlamentares das bancadas do PT e PSOL acompanharam a coletiva. Integrante da Comissão de Ética, a deputada Stela Farias, ressaltou que, com a suspensão sobre a interferência do governo no Parlamento, a sessão extraordinária deveria ser suspensa. O deputado Pedro Ruas (PSOL) relatou que, em depoimento presenciado por ele, a principal testemunha contra o deputado Jardel afirmou que o governo negociou o voto do parlamentar no projeto de aumento do ICMS.

Diante das informações contidas nas transcrições, o deputado Roso solicitou ao Ministério Público os áudios brutos de todas gravações realizadas. A partir da análise destes áudios serão definidas novas medidas e até mesmo a possibilidade de uma CPI para investigar a interferência do governo nas votações do ICMS e das RPV's.

Ao reassumir a liderança do PCdoB, a deputada Manuela D'Ávila informou que vai requerer à Comissão de Ética a análise das votações do deputado Jardel. "Até o momento, a comissão estava analisando a conduta do parlamentar na relação com o seu gabinete, agora é preciso incluir sua relação com o governo", afirmou.

O líder da bancada petista, deputado Luiz Fernando Mainardi falou de sua indignação em relação aos fatos. "Estamos perplexos com a chamada extraordinária do Executivo, que nos dá 48h para analisar projetos que devem ser votados a partir de hoje. Na medida em que se comprovar as denúncias relacionadas ao deputado Jardel, e a interferência direta do governo nas decisões desta Casa, nós colocamos em dúvida as votações mais importantes deste ano realizadas por esta, que são do ICMS e RPV's. Uma vez comprovada esta troca, de votos favoráveis ao governo, inclusive com a indicação de funcionários fantasmas, temos uma interferência direta do executivo em um crime gravíssimo" afirmou Mainardi, que ressaltou ainda o apoio a bancada do PCdoB para a realização de todas as investigações necessárias para que essa denúncia seja esclarecida o mais breve possível.


Leia Também

Languiru irá inaugurar supermercado em Estrela

20/06/2019

Unidade tem previsão de inauguração em julho

Com braço atrofiado, a espera pela cirurgia

20/06/2019

Ana Aguiar está com o cotovelo quebrado


Atraso em obra de quadra coberta mobiliza pais

20/06/2019

Construção da estrutura no Bairro das Indústrias foi iniciada em 2014

Justiça nega pedido de liminar e obras agora estão autorizadas em prédio da Polar

20/06/2019

Medida evitaria realização de qualquer modificação no prédio