Polícia

Estrela

17/05/2013 - Polícia

Foto: Jônatas dos Santos

 

Conheça Estrela e quem a faz brilhar

 

Entre tantas na constelação do Vale do Taquari, Estrela é uma experiência de vida para os seus habitantes. Atraídos pela beleza natural, oportunidades de negócios, ou charme de um recanto europeu em terras tupiniquins, os estrelenses – nascidos ou naturalizados – não poupam elogios a cidade no dia de comemorar os 137 anos de fundação.  

 

 

A Estrela das oportunidades

 

O gerente João Artur Manjabosco vê Estrela como o El Dourado no Vale do Taquari. Nascido e criado na Terra da Beleza: Horizontina, ele enxerga em Estrela a prosperidade. Sente o clima dos bons negócios e constrói a vida grão por grão de soja processado e despachado aqui. “Estrela tem tudo para ser cada vez maior. Qual cidade tem um porto e uma ferrovia?” - Manjabosco se deslumbra com a terra que lhe rendeu crescimento profissional e novos desafios. 

 

Tirando o homem dos negócios, Manjabosco é um estrelense de carteirinha. Joga futebol e cultiva amizades como se elas fossem do tempo da infância. Mesmo que, elástico, esse tempo não seja maior que 18 meses, data que ele trocou o Noroeste pelo “Centro”. O Centro do Vale – Estrela. “É muito engraçado. A gente está pouco tempo aqui e se sente pertencente a cidade. É uma terra de oportunidades, de mão de obra qualificada e de grandes amigos.”

 

 

A Estrela do doce e do salgado

 

Em terra de alemão, cuca com linguiça é feijão com arroz. Mais ou menos assim pensa o estrelense nato Airton José Lang. No balcão da padaria ele sabe na ponta da língua o gosto de seus fregueses. Lang é um apaixonado pelo que faz. Pela gente que atende, pelo sabor de Estrela. “Temos aqui uma cidade bonita. Arborizada, com áreas de lazer e com rio em abundância.”

 

Para além da geografia, o atendente de padaria revela que quem prova do doce – e salgado – feito pelas mãos estrelenses sempre volta. Ele mesmo já andou por diferentes estados e algo sempre lhe puxa à terra natal. Seja a família, ou seja o agridoce da comunidade que atende com sorriso no rosto. “Estrela é a cidade para se viver e ponto. Não há melhor lugar.”

 

 

 

A Estrela da infraestrutura

 

Presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (Cacis), Henrique Purper não nasceu e nem mora em Estrela. Sua ida para a cidade se deu ao acaso, há 11 anos, quando ele fundou sua empresa. O espaço, de possibilidades e infraestrutura lhe seduzem até hoje. “Estrela tem tudo para ser uma das grandes cidades, quem sabe a maior. Espaço, estrutura, mão de obra e incentivo não faltam.” 

Purper casou com uma estrelense. E vê na cidade em que trabalha o chão da união. Que necessita unir esforços em torno de um bem comum. Estrela precisa de um grande projeto que envolva a comunidade, lideranças e políticos. “Essa é uma cultura que necessita ser formada na população. Trabalhamos para isso e nos sentimos honrados em contribuir para esse crescimento.”

 

A Estrela da comunidade

 

A primeira-dama Carine Schwingel não nasceu às margens do Taquari. Mas veio adolescente para  Estrela que, na época, tinha cheiro de vó. A cidade que respeita a individualidade, mas consegue ser coletiva e solidária encanta a caxiense. Carine diz que a cidade que escolheu para viver é 100% comunidade. “Nos eventos que são realizados fica explícito essa caraterística. Estrela tem um voluntariado com alegria no rosto. Nessas horas se vê que uma cidade tem potencial de crescer na esfera espiritual também.” 

 

Fora o credo – o “espiritual” da primeira-dama diz respeito ao sentimento. Aquilo que não se pode medir por cifras, tampouco pela relevância econômica. Está dentro do peito de cada um que mora em Estrela. A máxima do fazer o bem sem saber a quem. Dita o costume. “E isso vai ficar por muito tempo, porque é cultural. Estrela é a cidade da comunidade, do espírito voluntário e fraterno.”

 

 

A Estrela da amizade

 

A doméstica Leila Oliveira está em Estrela há 16 anos. Nasceu em Erechim e foi tentar a sorte no Vale. Escolheu Estrela – pelo nome – e na cidade conheceu o amor. Casou, constitui família. O amor carnal lhe deu dois filhos, mas não foi suficiente para manter o casamento. Já o amor por Estrela aumenta a cada dia. “É uma cidade que tem muitos eventos, que pensa no seu povo. As crianças se divertem no “Parcão”, na chegada do Papai Noel. A gente volta junto no tempo”, ri. 

 

Os serviços públicos também encantam Leila. Segundo ela, não falta médico, não falta dentista e nem atendimento nos postos. “Isso é uma cidade boa de morar.” Já com relação as patroas, a empregada não desabona Estrela. “Sempre todas foram muito camaradas. A casa de família que eu trabalho hoje é de gente rica, mas simples e gentil. Eu amo Estrela, não quero deixar essa cidade.”  

 

 

A Estrela do cheiro de flor

 

A consultora de vendas de perfumes Ariana Horn nasceu e cresceu em Estrela. Da loja que ela ajuda a comandar no Centro, saem aroma de flores de outros lugares. Mas é da porta para fora que ela sente o cheiro de Estrela: flor. Ariana não sabe qual, mas diz que a cidade tem perfume. Tem carisma e tem um charme que nenhuma outra tem. “Aqui eu sinto um aconchego, uma coisa boa. Vivemos em uma terra de alegria, uma cidade perfumada de amor.” 

 

A cultura presente em cada canto e a música são os ingredientes da fórmula perfumada de Estrela. Filha de pai músico e cantora por que gosta, Ariana ve em Estrela a partitura perfeita. Com notas afinadas e melodias harmoniosas. “Existe um grande investimento na música local. Um respeito muito grande pelo talento e pelos estrelenses. Nada me faz querer sair daqui.” Ariana ouve e sente a terra que lhe recebeu desde a concepção. 

 


Leia Também

Número de acidentes cai em Estrela

17/05/2019

Avenida Rio Branco e Coronel Müssnich registraram apenas uma ocorrência em abril

Proprietários registram tentativa de furto de aipim

16/05/2019

Fato ocorreu em uma propriedade rural na Linha Arroio do Ouro


Dois presos por tráfico e posse irregular de arma de fogo, em Estrela

13/05/2019

Prisão ocorreu em um porão desabitado

Whats é nova ferramenta para estelionato

10/05/2019

Polícia Civil alerta para golpes pelo aplicativo de celular, pois casos já ocorrem nacionalmente