Estado

Aeroporto Salgado Filho tem nova administração a partir desta terça

Empresa alemã deve investir R$ 600 milhões até 2021

02/01/2018 - Estado

O Aeroporto Internacional Salgado Filho passa, a partir desta terça-feira, dia 2, para a administração da Fraport, que assume as operações em decorrência do processo de concessões do governo federal. A empresa alemã fará uma série de investimentos, estimados em R$ 600 milhões até 2021, e que devem ser intensificados em 2018. A Fraport administra 30 aeroportos em todo o mundo. No Brasil, além de Porto Alegre, também venceu a concessão em Fortaleza.

A outorga pelo aeroporto gaúcho foi de R$ 382 milhões, com concessão por 25 anos, prorrogáveis por mais cinco. Em setembro, o governador José Ivo Sartori conheceu a operação da empresa em Frankfurt. Sartori destacou a parceria e a aproximação com o grupo alemão. "Aqui (em Frankfurt), conhecemos as metas e o trabalho de um processo feito com seriedade. Eles querem a convivência, a responsabilidade social e uma gestão operacional diferenciada para o Rio Grande do Sul, e o governo do Estado está à disposição para ajudar", concluiu Sartori, na ocasião.

Em outubro de 2017 foi criado um grupo de trabalho para agilizar ações ligadas ao Poder Executivo gaúcho que pudessem auxiliar na instalação da Fraport, que já vinha operando em parceria com a Infraero desde o último mês de julho. Reuniões envolvendo diferentes órgãos foram realizadas e as tratativas seguem sob coordenação da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect).

"O ano de 2018 começa com novas perspectivas para a logística do Estado, em função da ampliação da pista do Salgado Filho, e também com a geração de novos serviços que qualificarão ainda mais o aeroporto de Porto Alegre", avalia o secretário em exercício da Sdect, Evandro Fontana.

No programa de investimentos obrigatórios estão a expansão do terminal para 36 mil metros quadrados, extensão da pista por pelo menos 920 metros, implementação de novos sistemas automáticos de gerenciamento de bagagens e de controle de segurança e 14 pontes de embarque de aeronaves e respectivos pátios.

Também estão previstas outras melhorias, como sinalização de terminais, iluminação externa para os acessos de rodovias, estacionamentos, terminais de carga e de passageiros, e outras áreas, entre outras.


Leia Também

Recurso do Estado detalha prejuízos com suspensão da extinção de fundações

25/04/2018

A PGE defende que o que está sendo discutido é o mérito de um ato administrativo discricionário de uma política de governo em que o Poder Executivo foi autorizado pelo Legislativo

Emater/RS-Ascar certifica erva-mate com selo de qualidade

25/04/2018

Das 218 ervateiras no estado, nove são certificadas pela entidade


Estado licencia maior parque eólico do Rio Grande do Sul

25/04/2018

Investimento privado será de R$ 4 bilhões

Ana Rita Bagestan é empossada no Conselho Estadual de Educação

24/04/2018

Além da estrelense, outros oito conselheiros foram empossados para mandato de quatro anos