Imigrante

Agora é lei: só canudinhos sustentáveis

Medida tem por objetivo evitar o acúmulo de plástico na natureza

15/02/2019 - Imigrante

Imigrante é o primeiro município do Vale do Taquari a proibir a venda e a distribuição de canudos de plástico descartáveis. Iniciativas como a do vereador Tiago Caio (PP), autor do projeto, já estão em vigor em outras cidades e buscam evitar que o produto, após o descarte, se acumule no meio ambiente, seja em aterros, lixões, mares, ou outros locais.

O projeto foi aprovado na primeira sessão ordinária do ano da Câmara de Vereadores e sancionado pelo prefeito Celso Kaplan na terça-feira, dia 12. “Vários países já aprovaram matérias nesse sentido, não só do canudinho, mas de todo o lixo plástico descartável. Mesmo sendo um município pequeno, precisamos iniciar essa discussão”, comenta Tiago.

Para o vereador, o canudo serve como um pontapé inicial para outros projetos, pois é dispensável em diversas situações. “No caso de pessoas que necessitam, temos várias opções no mercado, de material biodegradável, inox, enfim. A vida útil dele é de três minutos, mas fica na natureza por mais de dois anos, causando transtornos, não somente no ecossistema, mas também na saúde pública, porque eles geralmente são de poliestireno ou polipropileno, que liberam substâncias tóxicas que vão para o solo e a água.”

A longo prazo, outros projetos devem surgir, também com o intuito de evitar o uso de outros materiais descartáveis. “Quero despertar esse debate, aguardar para que os comerciantes se adaptem e futuramente, incluir outros materiais, como copos e sacolas de plástico”, destaca.
A lei proíbe a venda e a distribuição dos canudinhos em restaurantes, bares, lanchonetes, quiosques e estabelecimentos similares ou por ambulantes.

Em caso de descumprimento da medida, uma multa de R$ 2 mil será aplicada e os valores serão destinados a programas ambientais do município.

Adequação dos comerciantes

Os comerciantes terão 180 dias para se adequarem à nova medida. “Nossa ideia não é prejudicar o comércio, então vamos aguardar eles esvaziarem os estoques. O Executivo vai começar a acompanhar esses estabelecimentos e se precisar prorrogar por mais alguns dias, faremos”, destaca o vereador.

Patrícia Luiza Delbrügge é proprietária de uma sorveteria em Imigrante. Lá, os canudinhos são utilizados principalmente para o Milk Shake. “Vai ajudar na poluição, mas não vai resolver. Tudo tem plástico, não é só isso. Essa é a minha opinião. Eu acho que precisa ser feita uma campanha para o lixo, para que as pessoas se conscientizem e coloquem no lugar correto, daí também resolveria essa questão”, comenta.


Leia Também

Cuidado com a saúde bucal

11/10/2019

Município desenvolve ações e trabalha de forma multidisciplinar para atender pacientes

Cão Valente se recupera de ferimentos

07/10/2019

Animal foi resgatado em Imigrante e associação pede ajuda para custear tratamento


Osmar e Cleri Thomé são os novos rei e rainha da terceira idade de Imigrante

04/10/2019

Mais de 600 pessoas participaram da Festa do Idoso

Feira do Livro de Imigrante inicia quinta

04/10/2019

Tema desta edição é Diversidade Cultural e evento contará com diversas atividades