Estrela

ALFAB&LETRAR realiza ações em escolas

Projeto da Univates atua em duas escolas de Estrela

19/09/2019 - Estrela

O Projeto de Extensão ALFAB&LETRAR da Univates realiza ações em duas escolas municipais de Ensino Fundamental de Estrela: Professora Ruth Markus Huber e Leo Joas. A proposta é promover oportunidades de formação teórico-prática a acadêmicos, diplomados e voluntários envolvidos nas ações oferecidas à comunidade e desenvolver atividades didático-pedagógicas, por meio de experiências lúdicas, para a promoção da alfabetização e do letramento com crianças do 1º Ano do Ensino Fundamental e em turma de alfabetização da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Segundo as professoras coordenadoras do projeto, Danise Vivian e Garine Keller, a ideia é que as ações sejam sempre desenvolvidas a partir da leitura de livros de literatura adequados a cada faixa etária, visando especialmente promover o apreço pela leitura e a interação com atividades de letramento. “A oportunidade de vivenciar novas experiências e contextos educacionais qualifica a formação docente e auxilia o estudante a experienciar diferentes etapas e/ou modalidades educacionais”, destacam as coordenadoras.

A titular e voluntária da turma do 1º Ano da Emef Professora Ruth Markus, professora Márcia Wickert, destaca que o projeto é rico e significativo, e inclui atividades diversificadas que vêm de encontro à realidade da turma. “As atividades são pensadas por um grupo de pessoas, pensando na realidade de cada criança, de acordo com os níveis da escrita no qual se encontram. Os processos de ensino e aprendizagem são estimulados e enriquecidos para todos, alunos da Univates, alunos da escola, e eu como professora também aprendo, pois nós somos eternos aprendizes”, comenta Márcia.

- Oficina foi realizada em duas etapas. A primeira consistiu na retomada da história contada no encontro anterior e, em seguida, os estudantes observaram o processo de criação de uma massinha de modelar, utilizada para representar um “processo de alquimia”, como os personagens do livro contam. A partir disso, os estudantes foram convidados a escrever palavras que representavam a história com as massinhas.    Oficina foi realizada em duas etapas. A primeira consistiu na retomada da história contada no encontro anterior e, em seguida, os estudantes observaram o processo de criação de uma massinha de modelar, utilizada para representar um “processo de alquimia”, como os personagens do livro contam. A partir disso, os estudantes foram convidados a escrever palavras que representavam a história com as massinhas.    


Leia Também

Soges busca opções para se manter

27/12/2019

Direção do clube centenário diz que não tem como arcar com indenização milionária e pensão vitalícia

Câmara de Vereadores devolve R$ 100 mil ao Executivo

27/12/2019

Entrega de documento foi realizada na tarde de quinta-feira


Prefeitura faz ponto facultativo nos dias 30 e 31 de dezembro

27/12/2019

Município vai manter somente os serviços essenciais no período. Dia 1º não haverá coleta de lixo

Inscrições de crianças na Central de Vagas das Emeis até esta sexta-feira

27/12/2019

Período só será retomado em fevereiro