Vale do Taquari

Aulas de Karatê do CRAS iniciam na próxima segunda-feira

Alunos interessados com idade entre 07 a 12 anos acompanhados por um responsável já podem fazer a inscrição.

11/04/2018 - Vale do Taquari

A assistente social do município Soraina Rodrigues da Rocha, acompanhada do conceituado sensei Everton Machado estiveram  segunda-feira (09), visitando as escolas da rede municipal para divulgar o início das aulas de karatê que acontecem junto as oficinas do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS ) nos seguintes horários: segunda-feira período da manhã, das 9h às 10h 30 mim, à tarde das 15h 30min, às 17h. A assistente Social não mede esforços para ultrapassar o número de inscrições realizadas no ano passado, e para que isso seja possível foram estipuladas alternativas de economia aos alunos, entre elas o uso do kimono. Soraina explica que para os iniciantes o uso do uniforme não é obrigatório, porém meninos devem vestir abrigo comprido e camiseta, e as meninas abrigo ou legging comprida e camiseta. A idade para ingressar na oficina de karatê do CRAS é de 7 a 12 anos, e as inscrições devem ser feitas junto a entidade por um responsável maior de idade. O sensei Everton Machado lembra que os trabalhos desenvolvidos são autorizados pelas Federação Gaúcha de karatê shotokan aonde ele é filiado, e também na Federação Brasileira que irá incluir a modalidade nos jogos Olímpicos de 2020.  Everto lembra também que são realizadas aulas para adolescentes e adultos, na sexta-feira e aos sábados, com início às 18h, no auditório da Escola Edgar da Rosa Cardoso.   


Leia Também

Cultura, solidariedade e emoção marcam Natal Solidário Languiru

14/12/2018

Evento natalino, em sua 2ª edição, será no dia 21 de dezembro

Eleitas equipes diretivas das escolas estaduais

07/12/2018

Colinas, Estrela e Imigrante conhecem novos comandos


OAB faz eleição para diretoria

23/11/2018

Estrela tem chapa única chamada OAB Unida

Violência não reduzirá, diz pesquisa

23/11/2018

Opinião foi compartilhada por maioria dos entrevistados. La Salle ouviu moradores de Estrela, Lajeado e Teutônia