Estrela

Bacci denuncia tratamento desumano em presídios gaúchos

02/10/2015 - Estrela

O deputado Enio Bacci (PDT) utilizou o espaço da tribuna na sessão plenária desta quinta-feira (1º) para abordar a situação desumana a que são submetidos detentos do Estado. Conforme o parlamentar, denúncias apontam que o Presídio de São Luiz Gonzaga e de Rio Grande estão sem alimentos para os detentos. A ausência de comida é tanta que os agentes penitenciários estão recorrendo aos pescadores para que doem peixes como alimentação para os presos. Porém, a situação dos presídios femininos é ainda pior. As presidiárias não têm materiais básicos para higiene íntima, como papel higiênico e absorvente, tendo que usar jornal e miolo de pão.

 “O preso tem que cumprir sua pena, mas nessa pena não está embutida a tortura ou tratamento desumano. Dessa maneira estamos preparando alguém para sair muito pior do sistema carcerário”, afirmou Bacci. Para o parlamentar a situação é caótica e atesta a incompetência do poder público que não pode suprir necessidades básicas dos presos. “Como vamos querer que essas pessoas se recuperem? Estes detentos que não têm o que comer, estas detentas que não têm absorvente, vão sair como criminosos mais revoltados e, para eles, foi a sociedade que impôs esse tratamento”, argumentou o deputado.

 Uma campanha da Universidade Ulbra recolhe materiais de limpeza e higiene para doação no presídio feminino de Torres.


Leia Também

Em uma semana, casos triplicam em Estrela

08/05/2020

No Vale do Taquari, restrições do comércio foram mantidas

Brasilata: quase 40 anos em Estrela

08/05/2020

Instalada no Bairro dos Estados, com localização estratégica próxima à BR-386, a indústria figura entre as maiores empresas do município


Uma relíquia do Estados

08/05/2020

Luis Fernando Schneider foi vereador e radialista e, em casa, guarda histórias e coleções que o orgulham

Mães solo!

08/05/2020

No dia delas, a história de duas jovens que destacam os desafios e recompensas de serem mães