País

Caixa retoma financiamento habitacional Pró-Cotista

Valor disponibilizado é de R$ 4 bilhões

03/01/2018 - País

A Caixa Econômica Federal retomou na terça-feira, dia 2, a linha de financiamento habitacional Pró-Cotista, destinada à compra de imóveis a juros baixos por trabalhadores que têm conta vinculada ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Também será elevado de 50% para 70% o limite de financiamento para imóveis usados.

O valor disponibilizado para a linha este ano é de R$ 4 bilhões. No ano passado, o recurso disponível foi de R$ 6,1 bilhões. O Pró-Cotista é uma linha de crédito imobiliário mais barata com taxa de juros que variam de 8,85% ao ano a 7,85% ao ano para clientes com débito em conta ou conta salário na Caixa. A taxa só não é inferior à do programa Minha Casa, Minha Vida.

A linha Pró-Cotista havia sido suspensa em junho do ano passado após todo o recurso disponibilizado para 2017 ter sido utilizado. Foi também no ano passado que o banco reduziu para 50% do valor do imóvel usado o limite máximo de financiamento. Até então, era possível financiar 60% ou 70% do montante dependendo do tipo de linha de crédito contratada.

O financiamento pela linha Pró-Cotista pode ser contratado por trabalhadores com pelo menos 36 meses de vínculo com o FGTS ou saldo em conta vinculada de pelo menos 10% do valor da avaliação do imóvel. Quem quiser obter o financiamento também não pode ser proprietário de imóvel no município onde mora ou trabalha, nem ter financiamento no Sistema Financeiro da Habitação em qualquer parte do país.


Leia Também

MEC divulga resultados do Enen 2017 e anuncia calendário de 2018

18/01/2018

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 já podem consultar seus resultados no endereço enem.inep.gov.br/participante ou no aplicativo Enem 2017

Justiça nega novo pedido da defesa de deputada

18/01/2018

Posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho segue suspensa


Balança comercial tem superávit recorde em 2017 e atinge US$ 67 bilhões, diz FGV

17/01/2018

Exportações aumentaram 9,4%, lideradas pelo setor agropecuário, com expansão de 24,3%

Se Previdência não for votada em fevereiro, não será mais, diz Maia

17/01/2018

Início da discussão da matéria está previsto para 19 de fevereiro