País

Casal Garotinho é acusado dos crimes de organização criminosa e corrupção

Ação foi desencadeada na quarta-feira, dia 22, pela Polícia Federal

22/11/2017 - País

As prisões do ex-governador do Rio Anthony Garotinho e de sua mulher, a também ex-governadora Rosinha Garotinho, foram determinadas pelo Juízo Eleitoral de Campos dos Goytacazes, município do norte fluminense e reduto eleitoral dos dois.

Em nota, a Polícia Federal (PF) informa que eles são acusados da prática dos crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais. A ação, desencadeada na quarta-feira, dia 22, pela PF, teve o objetivo de cumprir nove mandados de prisão e dez de busca e apreensão. Participam da ação - feita nos municípios do Rio de Janeiro e Campo dos Goyracazes, no estado do Rio, e em São Paulo - 50 agentes.

De acordo com a nota, a Polícia Federal e o Ministério Público Estadual identificaram elementos que comprovam que uma grande empresa do ramo de processamento de carnes firmou contrato fraudulento com outra empresa, sediada no município de Macaé, também no estado do Rio, para a prestação de serviços na área de informática.

“Suspeita-se que os serviços não eram efetivamente prestados e que o contrato, no valor de aproximadamente R$ 3 milhões, era apenas [fachada] para o repasse irregular de valores para utilização em campanhas eleitorais”, diz a nota.

A PF também tinha informações de que o ex-governador cobrava propina nas licitações da prefeitura de Campos, “exigindo pagamento para que os contratos fossem honrados pelo Poder Público do município”. Na nota, é anunciada ainda a prisão de um ex-secretário municipal, cujo nome não foi divulgado.

Após os procedimentos de praxe, os envolvidos serão encaminhados ao sistema prisional do estado, onde permanecerão à disposição da Justiça.


Leia Também

Câmara aprova em segundo turno PEC que estende prazo para Estados e municípios pagarem precatórios

07/12/2017

Proposta aumenta de 2020 para 2024 o prazo final de pagamentos. Como sofreu alterações na Câmara, projeto volta ao Senado

TSE rejeita multar Bolsonaro por campanha antecipada

06/12/2017

Pedido contra ex-presidente Lula também foi negado


Nova Base Curricular pode ser votada quinta-feira

06/12/2017

Entidades pedem que a matéria seja mais bem discutida em nova audiência pública

PGR denuncia Geddel e irmão por lavagem de dinheiro e associação criminosa

05/12/2017

Investigação está relacionada à apreensão dos R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador