País

Hidrovia

03/05/2013 - País

Representantes de empresas e da área pública participaram do evento / Simone Rockenbach Kamphorst

Gigante adormecido em Estrela

 

A Administração das Hidrovias do Sul (AHSUL) realizou na semana passada a 11ª audiência pública para apresentar o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da Hidrovia Brasil-Uruguai, e que tem Estrela como um dos seus centros. 

 

O encontro contou com a presença de lideranças, representantes de governos e empresários interessados em conhecer o projeto que promete alavancar um novo eixo de desenvolvimento no Rio Grande do Sul. 

 

“Muitas regiões do mundo gostariam de ter o complexo logístico que temos, porém está subaproveitado”, destacou o presidente da CIC-VT, Oreno Ardêmio Heineck. O dirigente referiu-se ao Porto de Estrela como um gigante adormecido e lembrou a possibilidade de uso intenso de outros pontos complementares nos portos de Taquari e Mariante/Venâncio Aires. “Vemos com satisfação a chegada deste estudo como primeiro passo de uma reestruturação da Hidrovia do Mercosul, incluindo o complexo rodo-hidro-ferroviário”.

 

O documento entregue mostra informações da logística, do potencial de carga e de dados econômicos setoriais, que garantem a realização dos investimentos da Hidrovia Brasil-Uruguai com passagem pelo Vale. 

 

 

Potencial

 

O superintendente da AHSUL, José Luiz Fay de Azambuja, observou que o modal hidroviário também tem desvantagens e entraves que podem ser resolvidos com a união das áreas pública e privada. “O mais importante é que já temos toda a infraestrutura da hidrovia e existe potencial para ser usada”. 

 

Os recursos necessários para execução das obras estão assegurados no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC-2) do Governo Federal, que prevê investimentos de R$ 217 milhões nos próximos anos para efetiva implantação da parte brasileira da Hidrovia Brasil-Uruguai.


Leia Também

Pediatras pedem uso racional de exames por imagens em crianças

11/10/2018

A proposta é estimular o uso racional das ferramentas

IDH do Brasil tem leve variação e país mantém 79ª posição no ranking

14/09/2018

Aumento na renda faz IDH do Brasil subir 0,001 ponto e chegar a 0,759


Jair Bolsonaro passa por cirurgia após receber facada

06/09/2018

Médicos descartaram lesão no fígado, mas intestino foi atingindo

Bolsonaro leva facada durante ato de campanha em Minas Gerais

06/09/2018

Candidato foi encaminhada para atendimento hospitalar