Vale do Taquari

Colinas e Imigrante têm menos moradores

Estrela, de acordo com os dados divulgados nesta semana pelo IBGE, registra crescimento de 680 habitantes

31/08/2018 - Vale do Taquari

As estimativas de habitantes de 2018 para os municípios, divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na quarta-feira, dia 29, mostram que Colinas e Imigrante tiveram queda no número de moradores. Já em Estrela, os dados apontam um crescimento de 2,05% em relação a 2017. Com data referência em 1º de julho, estima-se que o Brasil tenha 208,5 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,82% entre 2017 e 2018. No Rio Grande do Sul, a população estimada é de 11 milhões, com crescimento de 0,06%.

Para realizar o método, o instituto se baseia na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelos munícipes captados nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). Esses dados alimentam bases de informações de ministérios, e secretarias estaduais e municipais da área social para a implementação de políticas públicas e posterior avaliação de seus programas. Além disso, são o principal parâmetro para a distribuição, conduzida pelo Tribunal de Contas da União, das quotas relativas ao Fundo de Participação de Estados e Municípios.

Mais 680 pessoas

A estimativa apontou que Estrela obteve um crescimento de 2,05% na população, cerca de 680 habitantes a mais que 2017. Para o prefeito em exercício Marco Wermann, os investimentos em infraestrutura nos últimos dez anos e a criação de novos empreendimentos vêm atraindo novos moradores. “Isso tem gerado mais renda e emprego. Também através dos eventos, Estrela está se tornado referência regional. Tudo isso e tantas outras coisas, aliadas à qualidade de vida, bem como as possibilidades, despertam o interesse e o desejo das pessoas em virem morar aqui”, afirma.

57 a menos

Na Cidade Jardim, o dado é negativo em relação a 2017. São 57 habitantes a menos, o que corresponde a uma queda de 2,28%. De acordo com o secretário de Administração e Fazenda de Colinas, Alécio Weizenamm, a situação é mais acentuada nos municípios que têm em destaque o setor primário. “Nosso município é essencialmente agrícola e sabemos que ficam poucos jovens na agricultura. Além disso, é um dos municípios com o maior índice de pessoas idosas. Isso tudo reflete”, afirma.

“Apenas uma projeção”

Em Imigrante são 41 habitantes a menos que em 2017, (1,29%). Mas para o secretário de Administração, Planejamento e Finanças, Emiliano Romagna, a diferença não ficou perceptível, pois precisa os números não são resultado de um Censo e sim de uma estimativa. “Isso é apenas uma projeção, não foi feita uma contagem, por isso não podemos considerar que essa redução é real, pode até ser que tenha crescido a população”, pontua.


Leia Também

Desafios e oportunidades da contabilidade

20/09/2018

Neste domingo, dia 22, é comemorado o Dia do Contador

DCE Univates inaugura novo sistema de impressão de carteiras estudantis

20/09/2018

O documento obedece ao padrão nacional exigido para que os estudantes obtenham descontos


Amvat apoia encontro sobre e-Social nesta terça-feira

17/09/2018

Evento gratuito ocorre na sala de reuniões da Cacis, a partir das 14h

MPT obtém liminar contra Minuano de Lajeado

14/09/2018

Frigorífico inspecionado pela força-tarefa em 2015, 2016 e 2017 não corrige irregularidades como limitação de horas extras, concessão de intervalos de almoço e repouso semanal remunerado