Estrela

Com a influência dos Bávaros, nasce os Grupos Folclóricos

Em 1964, Adolfo e Helga Ziebel iniciavam os primeiros ensaios de danças em Estrela

24/05/2019 - Estrela

Em 1964, Adolfo e Helga Ziebel iniciavam os primeiros ensaios de danças em Estrela, em uma garagem residencial próxima da Comunidade Evangélica no centro. Alguns pares, filhos de membros da igreja, foram convidados. Adolfo tinha as partituras alemãs e, com seu instrumento, um bandoneón, executava as primeiras melodias enquanto Helga traduzia as coreografias do alemão para o português e passava para os jovens.
Estrela nunca havia tido um Grupo de Danças Alemãs, e a iniciativa do casal foi uma novidade. As pessoas envolvidas na atividade pioneira (famílias Bez, Schwambach, Costa, Hilgemann, entre outros) percebiam que era algo realmente bom.

Ideia que se transformou em realidade

Helga contou, ainda em vida, que a ideia de criar um grupo de danças surgiu em uma conversa informal durante jantar com alemães bávaros que visitavam Estrela. Junto a ela estava o esposo e também o casal Nelson e Ira Schwambach.

A partir desse encontro, os alemães prometeram que enviariam discos de vinil, rolos de filmes e livros de partituras das músicas para Estrela assim que retornassem à Alemanha, o que foi realmente feito. Atualmente, o material está guardado e se transformou em relíquia para os Grupos. 

Surge o Festival do Chucrute

A Festa de Maio (Maifest) que se realizava no Parque de exposições 20 de Maio, hoje Bairro dos Estados, foi o primeiro local onde os grupos se apresentaram. O evento carregava fortes características dos Bávaros (povo germânico que surgiu na Boêmia) e a receptividade aos dançarinos foi maravilhosa, porque as pessoas não tinham vista nada igual até então. Danças alemãs? Jovens com trajes típicos como na Alemanha? Foi algo que confirmou a criatividade dos fundadores em fazer mais.

A decoração feita com guirlandas de cipreste e bandeiras azuis, vermelhas e brancas, inspirou os idealizadores dos Grupos, que viram o pequeno protótipo de festa alemã e decidiram que ela deveria ter um lugar especial.

Na década de 1960, a Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Estrela já tinha um Baile do Coro e resolveu transformar esse evento em algo completamente diferente. Chamaram o evento de "Baile do Chucrut" fazendo referência a um dos pratos típicos da culinária alemã.

No ano de 1966, ocorre o primeiro "Baile do Chucrut", que atualmente é denominado Festival do Chucrute, em 2019, em 54ª edição.



Leia Também

Orçamento de Estrela cresce 3,2%

13/09/2019

Proposta foi apresentada em audiência pública

600 são esperadas hoje para o 34º Sarau de Damas

13/09/2019

Evento ocorre na noite desta sexta-feira. Ingressos ainda estão à venda


Estrelense lança novo livro

13/09/2019

Obra de ficção “A Excursão” será apresentada nesta sexta-feira

IPE pode ser reaberto

13/09/2019

Atualmente, apenas o IPE de Encantado mantém atendimentos na região