Estrela

Costão terá subestação de R$ 100 milhões

Certel Energia será primeira empresa conectada ao empreendimento e quer transferir toda sua carga para o local

13/04/2018 - Estrela

Créditos da matéria: Carine Krüger

A empresa indiana Sterlite Power Grid Ventures Limited, vencedora do leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) há um ano, começa a aplicar o projeto de desenvolvimento energético do RS e escolheu o Distrito de Costão, interior de Estrela, para investir R$ 100 milhões na construção de uma nova subestação. A Certel Energia será a primeira empresa conectada neste novo empreendimento e pretende transferir toda sua carga energética para o local.
O diretor Operacional de Energia, Ernani Aloísio Mallmann, esclarece que a cooperativa não é a dona, somente conectará a sua carga nesta nova subestação. Atualmente, conectam na Subestação da RGE Sul, situada nas proximidades da Univates, em Lajeado. “Queremos toda nossa potência instalada na nova sede em Estrela que será mais moderna e nos dará mais segurança.”
Para isso, irão seccionar a linha que liga Lajeado a Teutônia e construir mais um circuito no mesmo traçado, interligando uma nova Subestação Lajeado 3 às subestações da Certel 2-Lajeado e Certel 1-Teutônia, com duas linhas para cada lado. “Isso fará com que a confiabilidade do sistema da Certel aumente.”

O que muda
Com a subestação nova, será ampliada a capacidade de atendimento no Vale do Taquari, com disponibilidade de 166 MVA (megavolts ampère).
Outra vantagem é a maior confiabilidade para o Sistema de Suprimento, uma vez que estarão atendendo as subestações a partir de quatro linhas de 69 quilovolts e não por meio de uma.
Segundo Mallmann, o crescimento da capacidade de fornecimento de energia elétrica não é somente para Estrela, mas para a região, possibilitando novos investimentos em aumento de carga.

Previsões
A empresa indiana já expediu os projetos básicos para a Aneel e os projetos ambientais para a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Em paralelo, aguarda a aprovação das licenças necessárias para iniciar as obras. A transmissora trabalha com a previsão de energização da subestação para abril de 2019.


Leia Também

Apae relança campanha solidária

14/12/2018

Todos podem auxiliar com a quantia que puderem, por meio de débito em conta

Contribuição transformada em ação

14/12/2018

Valor devido à Receita Federal pode ser destinado a iniciativas e projetos que beneficiem entidades do município


Cartinhas de idosos podem ser adotadas na Vovolândia

14/12/2018

A entrega dos presentes será feita na Festa de Natal, no dia 22

Crianças dos Cemais vão para o Sesi

14/12/2018

Titular da Sedesth, José Itamar Alves, informou que os 119 alunos das duas unidades já têm vaga garantida