Imigrante

Cuidado com a saúde bucal

Município desenvolve ações e trabalha de forma multidisciplinar para atender pacientes

11/10/2019 - Imigrante

Leonel José Konrad tem 8 anos e nasceu com Síndrome de Down. A mãe, Neusa Tresinha Klein Konrad, conta que o filho tinha problemas nos dentes e que logo cedo precisou fazer a retirada de 12. “Os dentes dele logo apodreceram e ele tinha medo de ir no dentista. Quando conheceu o Jonas, notei uma mudança nos hábitos dele, hoje já é mais fácil fazer ele escovar”, salienta.

Leonel é um dos pacientes do cirurgião dentista, especialista em saúde da família, Jonas Carissimi, que atua no município. “Procuramos desenvolver no município um programa de inclusão social, em que todos tenham a oportunidade de vir aqui e iniciar o tratamento. O SUS é de todos para todos. Temos pacientes diversos, com problemas distintos e procuramos tratar todos em sua individualidade”, comenta.

O serviço de atendimento odontológico é um dos que mais se destaca em Imigrante, pois o governo tem como objetivo prestar um atendimento multidisciplinar, atuando em diversas frentes. “Falar de saúde bucal é falar também de saúde mental. Ter dentes saudáveis e bonitos faz bem para a saúde do nosso corpo, mas também para a da mente”, destaca a psicóloga Camila Vian.

Ela frisa que muitos pacientes que não estão com a saúde bucal em dia sofrem com problemas de autoestima. “Ou seja, a saúde bucal está relacionada com diversos aspectos da qualidade de vida das pessoas e quem não consegue se atentar para esses cuidados, pode vivenciar sentimentos de frustação”, destaca.

Medo do dentista

O medo vivenciado por Leonel atinge diversos pacientes que buscam o atendimento. Por conta disso, se faz necessária a união entre a odontologia e a psicologia. “Precisamos conhecer o paciente, como foram as primeiras vivências no dentista e fazer o processo de escuta e acolhimento, em uma união das duas áreas. Precisamos auxiliar o paciente a enfrentar o medo”, explica.

Mais de 500 próteses

O programa federal Brasil Sorridente, no qual Imigrante é cadastrado, já entregou mais de 500 próteses dentárias. Alguns serviços que muitas vezes são necessários, como restaurações, extrações, ou a própria moldagem, partem de contrapartida municipal. 

Sorrir é o melhor da vida

Para atender a população, dois cirurgiões dentistas atuam no município, somando 64 horas semanais. No total, são três consultórios odontológicos, dois no Centro de Saúde da Família e outro na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Daltro Filho.
Com destaque para a prevenção, também ocorrem outros programas além do Brasil Sorridente, como o Saúde na Escola, em parceria com o Sesc, que disponibiliza kits de escovação e avaliação da higiene bucal, e o Sorrir é o Melhor da Vida, que conta com a participação da nutricionista Priscila Zanella, que se faz a antropometria (altura e pesagem) dos alunos e a fonoaudióloga Renata Veronese, que realiza testes de respiração, interligando a odontologia com o bem-estar e a qualidade de vida das crianças de Imigrante.


Leia Também

Falta de energia causa prejuízos

08/11/2019

Famílias ficaram sem luz por mais de 120 horas: de quinta-feira, dia 31, até terça-feira, dia 5

Moradores de Imigrante estão sem energia desde quinta-feira

04/11/2019

Prefeitura busca soluções junto à RGE


Monumento será inaugurado neste sábado

18/10/2019

Ato ocorre às 18h, em frente à Igreja Martin Luther, na comunidade Seca Baixa

Cuidado com a saúde bucal

11/10/2019

Município desenvolve ações e trabalha de forma multidisciplinar para atender pacientes