Vale do Taquari

Desafios e oportunidades da contabilidade

Neste domingo, dia 22, é comemorado o Dia do Contador

20/09/2018 - Vale do Taquari

Os contadores, profissionais que auxiliam na área financeira, econômica e patrimonial de pessoas jurídicas ou físicas, comemoram seu dia neste sábado, dia 22. As inovações na área, com a inclusão de novas tecnologias, trazem desafios e, ao mesmo tempo, oportunidades para os atuantes.

A contadora vice-presidente do Conselho Regional de Contabilidade no RS e professora de Ciências Contábeis na Univates, Elaine Strehl, afirma que a contabilidade sempre procurou se adaptar às diversas mudanças que ocorreram na história da humanidade. “Atualmente o desafio é digital. A tecnologia impacta diretamente o trabalho do profissional contábil, pois existe a necessidade de entregar informações corretas e de forma rápida aos clientes. O contador precisa participar ativamente das discussões dos processos e das inovações, ser gestor e proativo. O futuro está em alinharmos a profissão à tecnologia e gestão”’, comenta.

A visão da contadora e presidente do Sindicato de Contadores e Técnicos em Contabilidade do Vale do Taquari (Sincovat), Cíntia Fortes, é a mesma. Para ela, o mundo empresarial seria um caos sem contabilidade. “Vivo a contabilidade e amo o que faço. Não somos somente elaboradores de tributos e declarações acessórias e nem aqueles que apenas fazem o Imposto de Renda. Nós, contadores, somos para as empresas tão importantes quanto seus administradores”, afirma.

Além disso, em muitas situações, o profissional contábil é evitado pelo preço cobrado. Mas, de acordo com Cíntia, o contador não é uma despesa e sim um investimento. “Proprietários de empresas contábeis se deparam algumas vezes com clientes reclamando do que pagam pelos serviços do escritório ou dos valores dos tributos que elaboramos, como se tivéssemos controle sobre o valor devido pelas empresas e cobrados pelo governo. Alguns de nós acabam acreditando que somos profissionais menos importantes, mas devemos nos valorizar e defender que contador não tem preço, tem valor”, comenta.

Não são só números e levantamentos

O vice-presidente do Sincovat, Rodrigo Kich, acredita que o contador da atualidade deve interpretar dados, analisar cenários, oferecer soluções e servir de ferramenta para a tomada de decisões. “A Ciência Contábil sofreu grande mutação nos últimos anos e, hoje, ascendeu ao nível estratégico, tanto de Pessoas Físicas quanto Jurídicas. O profissional da contabilidade, antes formado tecnicamente para realizar atividades operacionais, hoje está capacitado a vender soluções”, afirma.

Diante desse novo cenário, não existe espaço para a produção das Demonstrações Contábeis de forma artesanal. “O profissional deve estar atualizado e, dessa forma, conseguir agilizar processos para seu cliente. Lembrando que estar munido de informações é valioso”, destaca.

O Sincovat

O Sincovat assume o papel de representar profissionais, defender seus direitos e auxiliar na busca do crescimento profissional. “Nosso sindicato oferece cursos técnicos, palestras, encontros e debates nas mais diferentes áreas. Queremos que os contadores cresçam e se sobressaiam em suas áreas de atuação. Assim, o futuro dos profissionais da área será ainda mais promissor”, afirma Cíntia. 


Leia Também

Eleitas equipes diretivas das escolas estaduais

07/12/2018

Colinas, Estrela e Imigrante conhecem novos comandos

OAB faz eleição para diretoria

23/11/2018

Estrela tem chapa única chamada OAB Unida


Violência não reduzirá, diz pesquisa

23/11/2018

Opinião foi compartilhada por maioria dos entrevistados. La Salle ouviu moradores de Estrela, Lajeado e Teutônia

Cinco dicas para evitar uma "black fraude" na internet

19/11/2018

Saiba como não ser enganado nas compras de liquidação pela internet; Comércio eletrônico é seguro, mas requer atenção