Estrela

Especial 90 anos Hospital Estrela: uma comunidade em festa

Inauguração contou com missa, visitação às novas instalações e quermesse

18/04/2019 - Estrela

Créditos da matéria: Airton Engster dos Santos

O Hospital Estrela, que no domingo, dia 14, completou 90 anos, faz parte da história de Estrela. Sua inauguração remonta a abril de 1929, após diversos anos de mensagens da Intendência ao Conselho Municipal, no início do século XX, mencionando que Estrela registrava casos fatais de febre tifoide, terrível enfermidade que, traiçoeiramente, arrebatava membros da comunidade. Violenta epidemia que, de modo alarmante, se expandia na então Vila e na zona agrícola, e que surgia com caráter epidêmico na região.

Como também havia suspeitas de lepra foi solicitada a vinda de perito de Porto Alegre, que constatou diversos casos em Estrela. As clínicas particulares existentes no município atendiam de forma humanitária alguns casos de indigentes, a pedido da municipalidade, mas nem sempre era possível devido à complexidade das enfermidades. Foi diante deste quadro de necessidades na área da saúde que foi construído o primeiro prédio do Hospital Estrela, de forma comunitária, inaugurado em 14 de abril de 1929, com a denominação inicial de Casa da Saúde Estrelense, contando com 25 leitos.

Operada na lavanderia

Para ter-se a ideia da necessidade urgente de um hospital, conforme pesquisas, “uma menina interna, atacada de apendicite, teve de ser operada na lavanderia do Colégio Santo Antônio (CSA).” Pessoas vindas do interior eram tratadas em hotel. Há muito o povo estrelense, juntamente com os Padres Jesuítas da paróquia, tinha se dirigido a superioras das Franciscanas, pedindo Irmãs para um hospital. Hilleshein, sucessor dos Jesuítas, renovou o pedido.

Formada comissão:

Formou-se, então, uma comissão de pessoas representativas da Vila que, com grande interesse, se dedicaram à realização do plano. Doaram um terreno situado em lugar aprazível. Também o governo municipal auxiliou generosamente na importante obra. Grande foi o contentamento do povo quando viu coroados seus esforços e elevar-se a construção tão sonhada, que ficou concluída em princípio de 1929. O novo hospital correspondia às exigências da higiene moderna. Em fevereiro vieram as primeiras Irmãs, destinadas a formar uma nova comunidade, sendo que nos primeiros meses moraram no CSA. 

Festa

Foi com alegria que os habitantes da Vila e arredores se prepararam para festa de inauguração, que se realizou no domingo ensolarado de 14 de abril. Todos, de alguma forma, tinham colaborado com suas posses, como diziam com justo orgulho: “O Nosso Hospital”. Concluída a missa, o povo dirigiu-se jubiloso para o hospital e ouviu os discursos no balcão. Depois de abertas às portas, puderam admirar as instalações.
Uma quermesse organizada no mesmo lugar ainda rendeu lucro em benefício da nova casa de caridade, que tinha por objetivo receber doentes de qualquer classe, crença, raça, sexo ou nacionalidade, prestando-lhes os devidos cuidados.

Área de isolamento

Passados alguns anos desde a construção do Hospital Estrela não havia registro de propagação de epidemias entre a população do município, a não ser alguns casos de varíola em caráter benigno e isolado. Providências foram tomadas para evitar sua propagação. Em 1933, foi criada a área de isolamento na instituição de saúde. Ao lado foi colocada a imagem de Santa Isabel, eleita Padroeira do Isolamento. Desta data em diante, na medida em que crescia a população, o estabelecimento passava por ampliações, melhorias técnicas, inclusive, com novos médicos e especialistas no Corpo Clínico.

 


Leia Também

ALFAB&LETRAR realiza ações em escolas

19/09/2019

Projeto da Univates atua em duas escolas de Estrela

Desfile encerra festejos em Estrela

19/09/2019

Programações alusivas à Festa dos Gaúchos incluem apresentações artísticas e almoço com o tradicional costelão


Alunos do IEEEM protestam contra corte de árvores

19/09/2019

Fato ocorreu na Rua Mathias Ruschel Sobrinho, ao lado do IEEEM

Apenas 14,9% das vagas de emprego foram preenchidas

19/09/2019

De janeiro a junho, apenas 60 vagas, das 401 oferecidas, foram preenchidas