Estrela

Estrelenses assinam petições online contra a doação do Complexo da antiga Polar

Meta é alcançar 10 mil assinaturas que serão entregues ao prefeito Rafael Mallmann

23/11/2018 - Estrela

Após a aprovação da doação de parte do prédio da antiga Cervejaria Polar (foto) para a instalação do Foro da Comarca de Estrela para implantar a 3ª Vara, abaixo-assinados foram criados por pessoas descontentes com a medida.

Uma das petições, criada no site Avaaz, tinha até o fechamento desta matéria, 2.020 assinaturas e a meta de atingir 10 mil. Como justificativa, o criador do abaixo-assinado, Marcelino Meincke, fala no texto publicado no site que a proposta visa demolir parte do patrimônio histórico e que “em momento algum se abriu a oportunidade de a sociedade expor sua opinião.”

Quanto ao fato de o assunto não ter sido discutido, o prefeito Rafael Mallmann lembra que há mais de dois anos foram feitas reuniões com diversas entidades do município questionando o que pensavam sobre doar áreas da Polar a organizações. “Fizemos reuniões abertas à comunidade e o que ouvimos das lideranças era que a maioria era favorável por dar utilidade ao espaço, que está em ruínas.”

Além da doação do terreno, a demolição da estrutura, que custará cerca de R$ 400 mil à administração pública de Estrela, é um dos fatores apontados pelos que estão contrários à decisão. No abaixo-assinado, que será destinado ao prefeito, solicita-se que ele revogue a Lei 7.127, já sancionada e que trata do assunto. De acordo com o vereador João Braun, que foi contra a decisão, o local é um patrimônio histórico, localizado em uma área privilegiada, que não deveria ser doada. “Vamos doar algo que é de todos os estrelenses, sem contrapartida e ainda tendo que pagar a demolição, sendo que o caixa da prefeitura não está nas melhores condições e vamos fechar com um déficit maior do que no ano passado”, comenta. Sobre isso, o prefeito diz que as contas estão equilibradas e que não haverá déficit.

Mesmo que não tenha valor jurídico, as assinaturas podem demonstrar a força popular. Sobre o caso, o prefeito afirma que o projeto estava há um ano na Câmara de Vereadores para debate e que até o momento vai seguir o processo legislativo que autorizou a doação. “Sobre o abaixo-assinado, ainda não recebemos nada em mãos”, comenta.

Projeto foi votado na Câmara

O tema, que trata da doação da área de 2.178 metros, foi votado na segunda-feira, dia 12, na Câmara de Vereadores. Dos 12 vereadores, dois votaram contra: João Braun (PP) e Volnei Zancanaro (PR).

Opinião de estrelenses

Em sua página do Facebook, o Jornal Nova Geração perguntou a opinião dos estrelenses e se eram contrários ou a favor da decisão. Até o fechamento desta matéria, eram 98 comentários contra e sete a favor. Confira alguns posicionamentos:

“A favor, pois o prédio está em ruínas, com a construção do fórum ali, aquela área será revitalizada. A restauração daquele espaço custaria milhões, dinheiro que não se dispõe.” Valderês da Rosa

“Se for trazer empregos que Estrela não tem, crescimento e oportunidades, não vejo porque não. Logo estará tomado de usuários de drogas ou cairá na cabeça de alguém. Que cobremos retorno com a doação, em empregos principalmente.” Elis Fabiana da Silva

“Contra, estamos indo na contramão do mundo, apagando parte importante da história da cidade, praticamente todos os cidadãos estrelenses tem algum familiar que trabalhou na fábrica. Enquanto o resto do mundo valoriza prédios históricos Estrela quer apagar, erradicar ele da cidade. Muito triste que nossos representantes não ouvem seus eleitores.” Vanessa Beppler

“Patrimônio histórico NÃO se doa, não se vende! Com R$ 400 mil daria para colocar as elevadas nas vias com trânsito intenso para diminuir os acidentes, exemplo, na frente do Posto de Saúde Central. Os vereadores que aprovaram esta medida desconhecem a importância de um patrimônio histórico, poderia de boa investir em eventos naquele local, buscando revitalizar aquela área.” Adriano Bittencourt


Leia Também

Apae relança campanha solidária

14/12/2018

Todos podem auxiliar com a quantia que puderem, por meio de débito em conta

Contribuição transformada em ação

14/12/2018

Valor devido à Receita Federal pode ser destinado a iniciativas e projetos que beneficiem entidades do município


Cartinhas de idosos podem ser adotadas na Vovolândia

14/12/2018

A entrega dos presentes será feita na Festa de Natal, no dia 22

Crianças dos Cemais vão para o Sesi

14/12/2018

Titular da Sedesth, José Itamar Alves, informou que os 119 alunos das duas unidades já têm vaga garantida