Polícia

Dia dos Animais

15/03/2013 - Polícia

Elisa mostra para Ivo Horn os cães que esperam uma família para adoção / Mariana Bechert

Aepa realiza ação para doar cães

 

No domingo, dia 10, colaboradores da Associação Estrelense de Proteção aos Animais (Aepa), que existe há sete anos, ficaram quatro horas no calçadão da cidade a fim de ajudar os mais de 100 cães e gatos que a entidade acolhe, cuida e alimenta. 

 

A ação buscou doadores de ração e também interessados em adotar um cão de estimação. Em função do tempo, os colaboradores da ONG, que levariam filhotes para exposição, decidiram apresentar somente fotos, com os nomes dos cães. Mesmo assim, foram 700 quilos de ração doada e dez interessados em adotar um canino. 

 

Elisa Cagliari, coordenadora da Aepa, relata serem consumidos cerca de 40 quilos de ração diária. Como contam somente com um valor mensal da Administração Municipal fica difícil ter recursos para o mês inteiro.  

 

Os cães que estão no canil da Aepa são recolhidos da rua, vítimas de maus-tratos e filhotes. “Algumas vezes os filhotes estão abandonados no meio do mato e temos que ajudá-lo”, diz a coordenadora. Quando chegam na organização, são examinados por um veterinário e recebem tratamentos caso seja necessário. As vacinas obrigatórias também são dadas. 

 

“O ideal seria que abrigássemos menos de trinta”, revela Elisa, que abriga na própria casa 10 cães e 23 gatos por não ter espaço no canil da Aepa. A entidade alega que é preciso ajuda da população, pois no total são três voluntários fixos para limpar, alimentar e cuidar dos animais abandonados. Todos têm outra profissão e se responsabilizam mesmo assim. 

 

Na hora de adotar os gatos, ainda mais quando adultos, mais problemas: são os menos preferidos.  Os filhotes ainda são acolhidos por algumas família, mas a preferência é por cães, salienta Elisa. 

 

Ivo Horn, motorista, e sua família foram até o calçadão para prestigiar a ação da Aepa e se interessaram por dois cães: a Nega e o Fido. Moradores do Bairro Oriental, querem um mascote para a família e assim reduzem o número de cães sem família. 

 

 

Desfile anual

 

A entidade também realiza anualmente um desfile de cães a fim de incentivar à população a adotar um animal de estimação. Esse ano ele está previsto para ocorrer em setembro. 

 

 

Patrulha

 

Na última semana a Brigada Militar de Estrela reuniu entidades responsáveis por animais, pois há o interesse de realizar uma patrulha a fim de atuar contra os maus-tratos de animais e não contra o abandono. A ação está sendo desenvolvida pelas autoridades e funcionaria como um disque denúncia.  

 

 

Para ajudar

 

Quem quiser colaborar com a Aepa, pode realizar doações em dinheiro em caixinhas que a associação tem espalhadas pelo comércio. Outra parceria que se tem é com as agropecuárias Gaúcha e com a Casa dos Animais. Se o interesse for doar ração, é só realizar a compra nestes locais e dizer que o destino é a Aepa. 

 

Atualmente também está sendo realizada uma rifa, por R$ 1 o número. Ela pode ser adquirida com voluntários e pelo Facebook da instituição (aepaestrelaanimais). Serão rifados seis prêmios: uma cesta de frutas, uma cesta com produtos para animais, um jogo de toalhas, um álbum de fotos, uma toalha de banho do Inter e uma toalha de banho do Grêmio. Esses prêmios foram doações de lojistas do município. 

 

A instituição aceita também a doação de material de limpeza e de casinhas de cães. 

 

No dia 21 de abril haverá a próxima ação da Aepa. Durante todo o dia será realizada a Feira de Cães, na praça Henrique Roolaart. Filhotes vacinados, alimentados e de banho tomado estarão sendo doados. 

 

 

Cuidados essenciais

 

O veterinário, de Estrela, Tiago Pedrazzani alerta que os cuidados com os cães e gatos devem começar desde cedo, com a vermifugação e vacinas, quando ainda são filhotes. A vermifugação deve ser feita quando ele tiver com 30 dias e a primeira dose de vacina, em torno de 42 dias. Ela deve ser repetida depois de 21 dias. 

 

Cuidado: nunca leve seu pet para passear antes de ter recebido de três a quatro doses da vacina. A recomendação serve para os felinos também, porém são somente duas doses de vacina. 

 

Ele alerta que é necessário sempre deixar água à vontade e alimentação de acordo com o gasto de energia do pet. Caso ele viva em apartamento, o gasto será menor. 

 

Quanto à higiene, o veterinário recomenda um banho a cada 15 dias, o que varia conforme a temperatura. Na hora do banho, existem os medicinais que ajudam na prevenção de doenças, nos casos de cães que predispõe a ter doenças. Mas o veterinário recomenda a indicação de um profissional. 

 

O veterinário relata que se pode castrar os animais, e isso evita doenças e a superpopulação. 

 

Filhote: Pedrazzani relata que o filhote deve mamar até os 40 dias de vida. Depois disso pode-se acrescentar uma ração desmame para sua flora intestinal ir se acostumando por 25 dias. 

 

Saúde: Caso se perceba um comportamento alterado, algum caroço ou mancha é necessário o acompanhamento do veterinário. Por isso, fique atento quando aparecem falhas no pelo, ou redução de apetite e alguma mudança brusca de comportamento. 


Leia Também

Menores de idade são apreendidos com drogas e celular furtado

15/10/2019

Fato ocorreu domingo, no Bairro Imigrantes

Força Tática pauta encontro

11/10/2019

Pessoas da comunidade questionaram, no Face do NG, valor do cartão para o jantar


Perseguição resulta na prisão de dois criminosos

30/09/2019

Veículo utilizado pelos homens havia sido roubado em Estrela

Jantar busca recursos para equipar Força Tática

27/09/2019

Seis soldados já estão confirmados para o grupo