Imigrante

Falta de energia causa prejuízos

Famílias ficaram sem luz por mais de 120 horas: de quinta-feira, dia 31, até terça-feira, dia 5

08/11/2019 - Imigrante

Créditos da matéria: Ana Caroline Kautzmann

Às 3h de quinta-feira, dia 31, Vanessa Schaeffer chegava do trabalho quando ouviu um forte estouro em um transformador, que resultou na falta de luz na residência onde mora com a família, na Estrada Geral que vai para Daltro Filho, em Imigrante. O que a família não esperava é que a energia retornaria apenas na terça-feira, dia 5, totalizando mais de 120 horas sem luz.

Além dos Schaeffer, de acordo com o prefeito Celso Kaplan, outras cinco famílias de Linha Michels e Linha Borges de Medeiros também permaneceram sem energia até o início desta semana. Na casa dos Schaeffer, a luz foi religada apenas às 14h30min de terça-feira. “Eu acho que abri cerca de 30 chamados para a RGE, uma das famílias, 80. Passou vários dias e nada. Aqui precisa de poda, de investimentos, é um problema que já vem de tempo”, disse o prefeito.

O histórico de quedas de energia em Imigrante, e também em outras cidades do Vale do Taquari, é antigo. Em outras oportunidades, Kaplan, que também é vice-presidente da Amvat, participou de audiências no Procon para cobrar melhorias por parte da concessionária. E pretende retornar. “Vamos ver se conseguimos nova audiência no Procon. O presidente da Amvat está providenciando”, disse.

Alimentos foram jogados no lixo

Carnes, sorvete, pizzas, entre outros alimentos foram para o lixo na casa dos Schaeffer. A família, que trabalha com a produção de morangos orgânicos, também teve dificuldade nas vendas e perdeu parte da fruta que estava congelada. “Faríamos geleia com esses morangos, mas perdemos o que tinha. As carnes, que estavam em dois freezers, perdemos tudo”, conta Marta Schaeffer, mãe de Vanessa. Como costumam fazer compras em Estrela, as quantidades de alimentos eram grandes. Durante o fim de semana, uma caixa térmica com gelo foi utilizada para manter alguns itens preservados. Os celulares foram carregados na casa de vizinhos. “Uma equipe da RGE veio no domingo, roçaram um pouco, mexeram, deu um outro estouro e eles foram embora. É lamentável. É comum ficarmos sem luz, mas essa demora para voltar nunca tinha acontecido”, lamenta. 

RGE se posiciona         

Em resposta, a RGE destaca que o volume de danos na rede, na última semana, exigiu consertos demorados, com equipes específicas e que estavam mobilizadas desde o início das instabilidades climáticas para normalizar o fornecimento no menor tempo possível. “A chuva prejudicou os trabalhos, principalmente em áreas rurais, onde as equipes passaram a ter dificuldade de acesso.”

Previsão de investimentos

A RGE informou que “está em contato permanente com a Prefeitura de Imigrante para tratar de todas as demandas que envolvam o abastecimento de energia no município, incluindo as comunidades rurais citadas. Nos últimos dias, a empresa teve como foco realizar os atendimentos emergenciais e recompor a rede elétrica danificada pelos temporais. Finalizados esses atendimentos, as ações solicitadas pelo município serão devidamente verificadas pela distribuidora. No caso de podas, a RGE mantém um plano contínuo em toda a sua área de concessão. No município de Imigrante, a distribuidora irá verificar regiões que terão o ciclo de podas intensificado.”
                                                     


Leia Também

Falta de energia causa prejuízos

08/11/2019

Famílias ficaram sem luz por mais de 120 horas: de quinta-feira, dia 31, até terça-feira, dia 5

Moradores de Imigrante estão sem energia desde quinta-feira

04/11/2019

Prefeitura busca soluções junto à RGE


Monumento será inaugurado neste sábado

18/10/2019

Ato ocorre às 18h, em frente à Igreja Martin Luther, na comunidade Seca Baixa

Cuidado com a saúde bucal

11/10/2019

Município desenvolve ações e trabalha de forma multidisciplinar para atender pacientes