Imigrante

Histórias entrelaçadas pela saúde

Estrutura de atendimento oferecida pela Administração Municipal ajuda pacientes a vencer doenças e desafios

08/02/2019 - Imigrante

À primeira vista, Evandro Bücker, de 16 anos, Marinês Rabaioli, de 50, e Taline Hachmann, de 29, parecem não ter nada em comum, mas os três já precisaram utilizar os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Eles realizaram os primeiros atendimentos em Imigrante e depois foram encaminhados para instituições especializadas nos casos individuais.

Desde 2005, Evandro frequentemente tinha infecções urinárias e, de acordo com a mãe Delci, ninguém descobria o que ele tinha. “Sempre estava doente, tinha febre desde pequeno e não sabíamos o que era. Depois, aqui no posto, a médica encontrou o problema dele”, comenta.
Foi por conta das graves infecções que a funcionalidade dos rins do jovem começou a reduzir. “Depois disso, ele foi encaminhado para Porto Alegre e realizou o transplante no dia 30 de abril de 2018. Se tivéssemos que pagar não teríamos mais nada hoje”, explica Delci. Atualmente, exames, medicamentos para rejeição e idas à capital são realizados com a ajuda da Prefeitura de Imigrante.

O cenário de encaminhamento é parecido com a história de Marinês. Durante uma consulta com a ginecologista que atende no município, ela descobriu que estava com câncer no colo do útero. “Fiz vários exames e depois fui encaminhada para o Hospital Bruno Born, em Lajeado, onde iniciei o tratamento. Fiz 25 radioterapias, duas quimioterapias e quatro braquiterapia em Porto Alegre, tudo pelo SUS”, comenta.

Em abril completa três anos desde que Marinês passou pelo desafio de vencer o câncer. Ela cita o bom atendimento recebido em Imigrante, pois foram 40 dias de acompanhamento no município e mais 20 dias em outras instituições de saúde, quando era levada pelo veículo da prefeitura. “Hoje faço acompanhamento a cada seis meses. Todos os motoristas sempre foram legais, as equipes também. Para quem eu pedia estavam sempre prontos. Sempre fomos muito bem atendidos”, elogia.

A alegria do primeiro filho

Talini vivenciou um momento marcante e de muita alegria nas unidades de saúde em Imigrante, pois realizou o pré-natal da primeira filha e participou do grupo de gestantes. “É sempre bom trocar experiências com as mães de primeira viagem e também com as mais experientes. As profissionais trouxeram assuntos muito importantes. Em cada encontro era um tema diferente”, recorda. 

Assistência na saúde

Para 2019, além de manter os serviços que já são oferecidos, Imigrante pretende investir e melhorar ainda mais a assistência às famílias. No orçamento está previsto R$ 4 milhões para a manutenção da saúde, além de R$ 700 mil que serão utilizados para investimentos. “Esse valor será utilizado para melhorias, tanto em equipamentos que já estão vindo, quanto para adquirir carros, vans e uma ambulância nova. Por isso, esses recursos são muito fundamentais para a saúde e a qualidade de vida de nossa população”, salienta o prefeito Celso Kaplan. 


Leia Também

Imigrante recebe duas vans para a saúde

15/02/2019

As vans foram adquiridas pelo valor total de R$431.600,00

Agora é lei: só canudinhos sustentáveis

15/02/2019

Medida tem por objetivo evitar o acúmulo de plástico na natureza


Lei que proíbe canudinhos em Imigrante é aprovada

12/02/2019

Autoria do projeto é do vereador Tiago Caio (PP)