Estrela

Jardins ecológicos são tendência

Família Andrade, de Colinas, construiu sozinha um espaço considerado “perfeito” por especialistas do concurso do município

06/10/2017 - Estrela

Sabe aqueles jardins de novelas, com gramado extenso, canteiros personalizados, casinha de água de poço e outros detalhes que parecem impossíveis de construir em sua casa? Uma verdadeira arquitetura de jardim. Pois o casal Silvane e Mário Andrade, de Linha Roncador, interior de Colinas, colocou o sonho em prática e hoje tem um jardim perfeito. O título de Jardim Horn Concurs (Indiscutivelmente lindo) está com eles há mais de oito anos.
Jardins como o do casal são chamados por especialistas como ecológicos. São feitos e mantidos pelos donos, num aspecto mais rústico, e usam em quase todos os elementos detalhes da própria natureza.
Segundo o técnico em Artefloral e estudante de Paisagismo de Estrela, Roger Kronbauer, que também foi um dos avaliadores no concurso de jardins de Colinas e mantém a loja Attual Flores e Eventos, no Centro de Estrela, ter um jardim ecológico é moderno e uma grande tendência. O especialista explica que jardins de primavera, por exemplo, são criados com flores e cores, mas como a estação tem variações de floração, cada vez mais as pessoas optam por jardins que necessitam menos manutenção e mais duráveis. “Para um belo jardim é preciso investir, na maioria dos casos, contratar profissionais e isso gera custos.”

 

Jardim da família 

No jardim dos Andrade, tudo é plantado, cuidado e administrado pelo casal. Aposentados, dedicam, em média, seis horas por dia para cuidar das plantas que estão distribuídas em um hectare de terra e rodeiam a casa onde moram, com mais de cem anos. “Dá bastante trabalho, mas nós amamos.” Ao chegar no endereço da casa, olhando da estrada principal, parece que eles vivem em uma ilha no meio da vegetação, rodeada de palmeiras com mais de dez metros de altura, pomares, arbustos e flores nativas. Nos fundos da casa, para o momento do chimarrão, construíram uma casinha rústica que cobre um poço. Há bancos de troncos de árvores e ainda mais flores coloridas suspensas. Em outro ambiente, ao lado dos pomares, há mais uma estrutura de pergolado, com bancos desenhados em troncos, e próximo uma cascata feita de pedras e decorada na água com marrequinhas (plantas flutuantes). Tudo pensado em detalhes. Silvane explica que cada canto da área de terras é repensada constantemente. “Quando saímos de casa, em todo o percurso, seja qual for, a única coisa que enxergo são jardins. Quando vejo algo que me encanta, eu adapto e recrio aqui.”

 

Leia reportagem completa na edição impressa do NG de hoje


Leia Também

Divulgadas as fotos vencedoras do VII Concurso de Fotografias de Imigrante

20/10/2017

vencedoras do VII Concurso de Fotografias que teve como tema "A Terra dos Imigrantes"

Estudantes apresentam suas reivindicações

20/10/2017

Projeto possibilitou que vereadores mirins falassem sobre suas comunidades e apontassem carências e necessidades


Porto de Estrela será municipalizado

20/10/2017

Em reunião em Brasília, Executivo garantiu reclassificação da área. Prefeitura poderá fazer parcerias público-privadas para investir

Cooperar para um futuro melhor

20/10/2017

Programa envolve 55 alunos de cinco escolas de Estrela e objetiva atender necessidades do coletivo