País

MST convoca para Greve Geral contra Reforma da Previdência

Movimento criticou Judiciário e manifestou solidariedade ao ex-presidente Lula

25/01/2018 - País

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) manifestou apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após o resultado do julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), e reafirmou que segue mobilizado para Greve Geral contra a Reforma da Previdência. Segundo a nota divulgada, nem o “aparato repressivo e o desejo do capital beneficiado podem intimidar o movimento”.

“Não podem cercear nossos direitos e de que a Ditadura Judiciária-Midiática não será imposta sem resistência. Reafirmamos nossa solidariedade ao Presidente Lula. Reafirmamos também, nossa defesa do direito de que Lula possa ser candidato e alertamos a sociedade que o golpe e a destruição dos direitos ainda não terminaram”, disse a nota.

“Convocamos toda sociedade para a Greve Geral contra a Reforma da Previdência. Nesse sentido, nos somaremos à Frente Brasil Popular nas diversas mobilizações e atividades para que não apenas o direito de Lula ser candidato seja respeitado, mas os direitos de todos os brasileiros e brasileiras de exercerem sua cidadania”, complementou.

O MST também criticou o Judiciário e que o resultado da condenação de Lula não surpreende. “O desprezo do Judiciário por aquilo que deveria ser a razão de sua existência – a presunção da inocência, o direito à defesa, a apresentação de provas, o cumprimento da lei – é uma das faces do mesmo projeto que, por outro lado, retira outros direitos com a reforma trabalhista, a reforma da previdência, os maiores índices de desemprego, o pior salário mínimo de todos os tempos, a privatização de empresas estratégicas e o ataque sistemático à Petrobrás e o saqueio do Pré-Sal”, apontou.

“A condenação sem crimes e sem provas se tornou o parâmetro para afastar a presidenta eleita Dilma Roussef e, agora, para condenar o ex-presidente Lula. Em ambos os casos, o objetivo é impedir que o verdadeiro poder estabelecido no artigo 1º da Constituição Federal seja exercido: Todo poder emana do Povo. Do Povo foi retirado seu desejo manifesto nas urnas com a eleição de Dilma e, agora, sequer a possibilidade de eleger um Presidente pode ser exercida pela população”, disse.

Correio do Povo


Leia Também

Com regras rígidas e claras, começa a propaganda eleitoral

16/08/2018

Na internet, a propaganda eleitoral é permitida desde que não seja paga

Aposentados começam a receber este mês 1ª parcela do décimo terceiro

14/08/2018

O depósito será feito na folha do INSS entre os dias 27 de agosto e 10 de setembro


Subsídio ao diesel está garantido até o fim do ano

02/08/2018

O objetivo é garantir o desconto de R$ 0,46 no litro do diesel acordado com caminhoneiros durante greve da categoria

TSE considera que ex-presidente Lula é inelegível

02/08/2018

O ministro Luiz Fux rejeitou um pedido de um cidadão para barrar a candidatura do ex-presidente antes mesmo do período de registro, que termina em 15 agosto