Estado

Observatório de Turismo divulga números sobre hospedagem no Rio Grande do Sul

Índice apresenta crescimento de 1,9% em relação a 2016

30/01/2018 - Estado

O Observatório de Turismo do Rio Grande do Sul avaliou dados referentes a meios de hospedagem no estado. No total, foram identificados 1.601 estabelecimentos, categorizados em: hotéis, pousadas, flats, resorts e hostels. Em relação a 2016, esse número representa um aumento de 1,9%.

Com exceção de hostels, 81% dos estabelecimentos gaúchos são de pequeno porte, ou seja, apresentam até 50 unidades habitacionais (UHs), conhecidas popularmente como apartamentos. Porto Alegre tem disponíveis 8.972 UHs e conta com 23.651 em outros municípios em um raio de 150km. O diretor de Turismo da Secretaria  da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), Abdon Barretto Filho, destacou a importância do levantamento. “Os estudos do Observatório de Turismo acompanham o desenvolvimento do fenômeno turístico e seus impactos, como gerador de empregos e renda”, afirmou.

Os meios de hospedagem do Rio Grande do Sul (MHs) dispõem de um total de 130.104 leitos, cujas maiores concentrações estão nas regiões das Hortências (17,4 %), Porto Alegre (14%) e Litoral Norte (13,8%). De todos os municípios, 246 contam com pelo menos um MH, significando um índice de 49,5%.

Também foram feitos estudos mensais sobre os destinos gaúchos no mercado brasileiro. Os mais ofertados pelas principais operadoras de turismo são: Gramado, Canela, Bento Gonçalves, Garibaldi, Nova Petrópolis, Carlos Barbosa, Monte Belo do Sul, Porto Alegre, Cambará do Sul e Caxias do Sul.

A turismóloga Márcia Merllo, que coordena o projeto do Observatório de Turismo, já definiu as diretrizes para este ano em relação às ofertas dos destinos. “O desafio para 2018 é ampliar a abrangência da pesquisa para o mercado da América Latina. A gente não pode esquecer que o turismo é geração de emprego e renda e vai além da troca de culturas.”


Leia Também

Governador Eduardo Leite é notificado pela justiça para restaurar isolamento horizontal

31/03/2020

DPU, MPF e MPT expedidam notificação conjunta recomendando ao chefe do Executivo estadual retorno à normativa anterior que não permitia trabalho em atividades não essenciais

Aplicativo Menor Preço permite consulta de produtos de prevenção à Covid-19

30/03/2020

Foi criado um atalho para consulta rápida de alguns itens de prevenção ao coronavírus e ao telefone do estabelecimento


Vigilância passará a testar para o coronavírus apenas casos internados

23/03/2020

Decisão do Estado foi publicada na manhã desta segunda-feira

Mudança retira a possibilidade de parcelamentos no IPVA

04/11/2019

Mudanças foram anunciadas nesta segunda-feira