Estrela

Oficinas de artesanato do Cras Estrela abrem temporada 2018

Trabalho dá continuidade às muitas ações já realizadas pelos núcleos do Centro de Referência em Assistência Social (Cras)

11/04/2018 - Estrela

O Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Estrela abriu a temporada das Oficinas de Artesanato oferecidas pelos núcleos do Centro e do Bairro Moinhos. Trata-se de mais uma das iniciativas da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth) que trabalham a valorização das famílias mais carentes e que buscam uma socialização ou mesmo alternativa de lazer e renda.  

As aulas são realizadas às quartas e quintas-feiras, no Cras Centro; e às sextas-feiras no Cras Moinhos, sempre das 14h às 16h. Em média são dez alunos por turma. Já há uma lista de espera, mas interessadas ainda podem procurar as unidade do Cras. Contudo, é necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico), responsável pelos programas assistenciais como o Bolsa Família, este um dos públicos-alvo da oficina. Mais informações no Cras Centro (Rua Tiradentes, nº 478), das 8h às 12h e das 13h às 17h, e pelo telefone 3981-1051

Cristina Pedroso (45) é a responsável pelas aulas de artesanato. "Trabalhamos várias técnicas, ideias, como bordados, customização de roupas, panos de prato, enfeites e elementos decorativos com peças recicladas, como garfos plástico e colheres de pau de cozinha. Tem as guirlandas, tanto de Páscoa como de Natal, almofadas e bonecas de pano, bolsas, entre outros objetos", explica a professora. O trabalho tem o acompanhamento de assistentes sociais da Sedesth.

O secretário José Itamar Alves foi visitar as primeiras turmas das oficinas. Ele ressalta a potencialidade que a iniciativa representa para muitas pessoas e famílias. "Queremos reunir mulheres que buscam um aprendizado extra, uma interação social, muitas que estão em seus lares, às vezes vítimas da ociosidade, e que aqui podem aprender algo novo, um hobby ou até mesmo uma futura opção de renda, além da questão da integração, que sempre é valorizada em nossas ações", explica ele.

Elisete da Rosa (45) e Jaqueline Manoel (37) se reencontraram na oficina do CRAS Centro. Já participavam dos encontros ano passado. "Adorei o que já aprendi e quero agora mais. Estou muito interessada em fazer estas bolsas", cita Elisete da Rosa, ao apontar para um dos modelos. "Gosto porque assim faço alguma atividade, ocupo meu tempo com coisas boas", completa Jaqueline Manoel. Uma das iniciantes é Adriana Edi Flores (48), moradora do Loteamento 4, do Bairro Boa União. "Espero aprender muitas coisas novas, também fazer novas amigas. Quem sabe possa aprender algo que um dia possa produzir e vender."


Leia Também

Cerveja Artesanal terá espaço na Multifeira 2019

23/08/2019

Além da venda da bebida, local terá palco para shows e ponto exclusivo de alimentação durante da programação que ocorre de 4 a 8 de setembro

Iniciativa para flexibilizar

23/08/2019

Vereador propõe Declaração Municipal de Direitos de Liberdade Econômica


2 anos e 174 processos

23/08/2019

Núcleo de Estrela obteve sucesso em 74,4% dos casos

Título cancelado

23/08/2019

Cerca de 4,8 mil pessoas não fizeram recadastramento