Polícia

Onda de furtos em cemitérios preocupa

Em duas semanas, quatro comunidades registraram furtos de adornos em túmulos

16/08/2019 - Polícia

Créditos da matéria: Ana Caroline Kautzmann

Foto: Ana Caroline Kautzmann. Rosi da Costa no túmulo do pai, onde família optou, na época do sepultamento, pelo crucifixo de granito, já que o Cemitério já havia sido alvo de criminosos.

Uma onda de furtos em cemitérios está ocorrendo nas últimas duas semanas em Estrela. O primeiro caso foi registrado na madrugada do dia 31 de julho, no cemitério da Comunidade Católica da Linha São José e, desde então, outros três locais também foram alvo: comunidades católicas de Linha Lenz e Linha Santa Rita e o cemitério da Comunidade Evangélica de Linha Beija-Flor, no Distrito de Costão.

O cemitério católico da Comunidade Nossa Senhora do Rosário, de Linha Lenz, foi alvo dos criminosos entre 12h de quarta-feira e 12h de sexta-feira, dia 9. Foram furtados crucifixos de cerca de 30 túmulos. Em um deles também foram levadas as letras.

Coordenadora do cemitério, Rosi da Costa conta que há alguns anos já haviam furtado adornos do local. Desde então, alguns familiares optaram por não repor acessórios, e ela e a família, ao sepultarem o pai, decidiram por uma alternativa aos crucifixos geralmente levados pelos criminosos. “Tenho minha filha enterrada aqui também. No deles não mexeram. No túmulo do pai já havíamos feito a cruz de granito, uma indicação do senhor que nos vendeu, porque muitos estão fazendo isso já para evitar os furtos”, conta.

Ela destaca que próximo ao cemitério não há nenhum morador e que por conta disso, não há suspeitos do crime. “Um dos familiares que chegou aqui depois do ocorrido questionou se não tem como pegar esses criminosos. A gente fica sem saber o que fazer, todo mundo fica triste e o problema é que tem quem compra esses objetos”, conta.

Imagens de câmeras

O ginásio da comunidade, que fica próximo ao cemitério, possui câmeras de vigilância, mas o sistema não registra a entrada do local por falta de alcance. De acordo com o delegado Juliano Stobbe, a polícia ainda não teve acesso às imagens, mas fará diligências para tentar identificar os autores dos furtos. Além disso, destaca que a polícia está recebendo informações acerca de um possível suspeito, que pode estar envolvido nos crimes.

Maioria dos túmulos depredados

O Cemitério Católico de Linha Santa Rita, em Estrela, foi alvo de criminosos entre 23h de sábado, dia 10, e 4h de domingo, dia 11. A maioria dos túmulos que tinha letreiros, crucifixos e molduras de fotos foi alvo.


Leia Também

Pedestre morre atropelado em Fazenda Vilanova

11/09/2019

PRF permanece em atendimento ao acidente

Homem tenta atear fogo em residência do Nova Morada

10/09/2019

Alvo era uma jovem de 19 anos


Funcionária denuncia suposto assédio sexual

02/09/2019

Fato estaria ocorrendo há um ano

Homem está desaparecido há 10 dias

30/08/2019

Volmir é morador do Bairro Boa União, em Estrela