Vale do Taquari

Pesquisa aponta crescimento na produção de ovos em Estrela e Imigrante

Número de galináceos aumentou e setor leiteiro registra queda nos três municípios

04/10/2019 - Vale do Taquari

Créditos da matéria: Ana Caroline Kautzmann

Na propriedade de Carina Stevens há 38 mil galinhas alojadas

A Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) de 2018 foi divulgada pelo IBGE e traz informações sobre o efetivo dos rebanhos e algumas produções, como a de leite. Entre as abordadas pela pesquisa que mais se aplicam a Colinas, Estrela e Imigrante, a de ovos é a que registra maior aumento se comparado a 2017.

Só em Imigrante, o crescimento é de 18,5% na produção de ovos e 4,41% nos galináceos. Sócia proprietária da Granja Stevens, Carina Stevens, destaca que na propriedade, que fica em Linha Ernesto Alves, são 38 mil galinhas alojadas em quatro aviários, que produzem ovos férteis desde 2009. Ao ano, cada galinha produz cerca de 180 ovos. “Em 2017, o lote de recria deu problema e houve a morte de diversas galinhas antes de serem transferidas. Em 2018, foi um ano que não tivemos esse problema”, comenta. Além das galinhas, a família trabalha com suínos e frangos de corte.

Estrela cresceu 9% na produção de ovos e 6,8% nos galináceos. “Teve um aumento significativo, pois foram feitos grandes investimentos, como construção de aviários e ampliação e adequação de outros”, destaca o veterinário da Emater/RS-Ascar, Tiago Conrad.

Suinocultura

Mesmo com crescimento de 0,14%, o número de suínos também é outro dado positivo em Estrela, o que deve melhorar ainda mais na próxima pesquisa. “Na suinocultura foram feitos investimentos, mas foram mais no final de 2018 e em 2019”, afirma Conrad.

Queda no setor leiteiro

Só no número de vacas ordenhadas, Colinas registra queda de 20%, reflexo percebido no leite, que baixou 8%. “No setor leiteiro, a própria normativa excluiu muitas pessoas. Estamos tentando trabalhar com os produtores que ainda possuem sucessores para que continuem. Temos muitas pessoas de idade que trabalham com leite e esses automaticamente vão parar de produzir. Incentivo a gente tem, mas o preço não melhora, a lei fica rígida e o pequeno produtor está parando”, afirma o secretário da Agricultura e Meio Ambiente de Colinas, Marco Aurélio Rohr. Estrela também registra queda: -9,5% de vacas ordenhadas e -5% de leite. Já em Imigrante, mesmo com queda no número de vacas ordenhadas (-1,7%), o município se manteve estável na produção leiteira.


Leia Também

Índice mostra acesso à educação

14/11/2019

Fazenda Vilanova e Imigrante registram números acima da média nacional, enquanto Bom Retiro do Sul ficou abaixo

Menos recursos do Pré-Sal

14/11/2019

Previsão inicial era de mais de R$ 6 milhões para as cinco cidades, valor que caiu pela metade


Amvat completa 58 anos em defesa do Vale do Taquari

14/11/2019

Ao longo dos anos, a associação teve papel importante na defesa dos interesses do Vale

Languiru festeja 64 anos

14/11/2019

Comemoração reuniu cerca de mil pessoas nesta quarta-feira, dia 13