País

PGR denuncia Beto Mansur ao STF por crime tributário

Além de perda do mandato após sentença definitiva, o deputado deverá pagar R$ 796 mil

24/01/2018 - País

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou na terça-feira, dia 23, o deputado federal Beto Mansur (PRB-SP) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por crime tributário. De acordo com a acusação, Mansur omitiu informações fiscais na sua declaração de imposto de renda em 2003.

Com a base na investigação fiscal feita pela Receita Federal, Dodge pediu ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso, a condenação de Mansur à reparação de R$ 796 mil, valor do prejuízo que teria sido causado ao Fisco, além de perda do mandato após a sentença definitiva.

Segundo a denúncia, o parlamentar teria omitido informações sobre "rendimentos com base na variação patrimonial e em depósitos de origem não comprovada".

“Com relação à omissão de rendimentos com base em depósitos de origem não comprovada, pela análise da movimentação de valores no período fiscal indicado, a partir de contas bancárias, de depósito e de investimentos do acusado e a conciliação bancária destas, constataram-se créditos sem identificação de origem a justificar a renda amealhada”, diz a denúncia.

Beto Mansur está na Suíça e integra a comitiva presidencial que participa do Fórum Econômico Mundial, em Davos. Em nota divulgada por sua assessoria, o deputado contestou a ação da PGR por estar discutindo a validade da cobrança na Justiça. Beto Mansur também afirmou que tem "plena convicção de que será vitorioso neste processo porque paga seus impostos com correção".


Leia Também

Por falta de tornozeleira, Wesley terá que se apresentar semanalmente a juiz

22/02/2018

Empresário foi solto após cinco meses preso

Nova fase da Lava Jato cumpre mandados judiciais em quatro estados

22/02/2018

Ação integra a 48ª fase da operação e apura casos de corrupção ligados à concessão de rodovias federais no Paraná


PIB brasileiro cresceu 1% em 2017, diz FGV

21/02/2018

Dados oficiais serão divulgados no dia 1º de março, pelo IBGE

Forças Armadas participam de varredura em presídio no Rio de Janeiro

21/02/2018

Pavilhões serão evacuados previamente pelos agentes penitenciários para que possa ser realizada a inspeção dos militares