Estado

Ponte do Rio Caí, na BR-386, será reconstruída por empresa do Paraná

Vencedora da licitação vai refazer obra situada entre Montenegro e Nova Santa Rita

04/10/2017 - Estado

Os congestionamentos quilométricos enfrentados por quem transita pela BR 386, entre Tabaí-Canoas, devem ter fim. Foi divulgada a empresa vencedora da licitação: é a construtora paranaense Arteleste, se classificou para a próxima etapa da concorrência que escolherá quem irá recuperar a ponte do Rio Caí, no km 427 da BR-386, entre Montenegro e Nova Santa Rita. Até amanhã, quarta-feira, a construtora deve ter a documentação técnica para avaliação pela comissão de licitação. Se ela for confirmada vencedora, terá prazo de dois meses para apresentar o projeto de recuperação da travessia. A partir da aprovação dos estudos, a obra deverá ser realizada em nove meses. A expectativa é de que o trânsito seja totalmente liberado no fim de 2018.

A informação chegou terça-feira, dia 3, ao gabinete do deputado Edson Brum, que vem se dedicando à solução do transtorno. Em agosto, o parlamentar viajou a Brasília, quando, junto com o deputado federal Alceu Moreira (PMDB), reivindicaram agilidade na tramitação do processo licitatório e na consequente execução dos reparos na ponte sobre o rio Caí, localizada no Km 427 da BR 386. No encontro, na capital federal, Brum e Moreira entregaram ao diretor geral do DNIT, Valter Casemiro Silveira, ofício pleiteando o cumprimento de prazos para a conclusão do processo. Edson Brum lembrou que a meta de 120 dias já havia sido duplicada, sem qualquer previsão de desfecho. O tráfego está parcialmente interrompido neste local desde outubro do ano passado, sendo que apenas uma pista está liberada e o lado bloqueado corre o risco de ruir.

“Além do transtorno para a travessia daqueles mil metros em pista simples, o trecho se tornou um perigo adicional naquela rodovia que, pela sua natureza, já é extremamente movimentada”, disse Edson Brum. O parlamentar salientou, ainda, que a resposta do governo federal, por meio do DNIT, demonstra que a pressão das comunidades pode fazer toda a diferença no resultado das reivindicações. “Como deputado, entendo que esta é uma das minhas funções essenciais: cobrar o cumprimento das ações do poder Executivo, defendendo os interesses e as reivindicações da nossa gente”, concluiu.

 

Leia Também

Rio Grande do Sul pode ter voos entre Porto Alegre e Bagé a partir de 2018

13/12/2017

Voo experimental ocorreu nesta quarta-feira, dia 13

TCE-RS lança Diagnóstico de Ouvidorias Municipais

13/12/2017

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) realizou, nesta segunda-feira (11), o primeiro Encontro de Ouvidorias Públicas do Estado.


Calendário de pagamento do IPVA 2018 começa nesta quarta

12/12/2017

Expectativa da Secretaria da Fazenda é arrecadar R$ 2,63 bilhões com o IPVA 2018

Inscrições para guarda-vidas civil temporário se encerram nesta terça-feira

12/12/2017

Ao todo, são 600 vagas para atuação nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2018, em praias de mar e águas internas