Vale do Taquari

População do Vale do Taquari é convidada a escolher três projetos para votar na Consulta Popular

Formulário online aceita submissão de respostas até o dia 15 de agosto

23/08/2019 - Vale do Taquari

A metodologia da Consulta Popular estabelece, no seu Caderno de Diretrizes, que um número determinado de projetos componha a cédula de votação de cada Conselho Regional de Desenvolvimento durante a Consulta. A quantidade de projetos e quais deles serão votados é uma atribuição de cada Conselho Regional de Desenvolvimento. 

No caso do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat) nesta edição da Consulta Popular serão votados três diferentes projetos — a definição pelo número aconteceu em evento realizado na última quarta-feira, dia 7. O mais votado deles vai receber o valor de mais de R$ 628 mil, em outra definição realizada na assembleia. 

Metodologicamente o martelo sobre quais dos projetos possíveis para a região vão, de fato, para a cédula de votação nos dias 4 a 6 de setembro deve ser batido em uma nova assembleia, a ser realizada, neste ano, em 19 de agosto. No entanto, com o objetivo de facilitar a participação da população e de abrir mais uma possibilidade aos eleitores do Vale do Taquari, o Codevat preparou um formulário online que aceita respostas até o dia 15 de agosto. Ele deve ser acessado por meio deste link http://bit.ly/2GWlnym e permanece à disposição de toda a comunidade regional. 

O formulário elenca os oito projetos do Plano Estratégico de Desenvolvimento de Regional do Vale do Taquari (2015—2030) que são compatíveis com a metodologia da consulta, com as decisões da assembleia do dia 7 de agosto e com o valor a ser destinado ao Vale pelo Governo do Estado. 

Estes filtros reduziram os 84 projetos do Plano para 23, depois para 11 e, por fim, para os oito dentre os quais a população, via formulário online ou em assembleia no dia 19, deve escolher três para votar em setembro e, finalmente, um para ser contemplado com o repasse de recurso ao longo de 2020.   

Quais são os os projetos? 

  • Programa de uso, manejo e conservação do solo e da água - R$ 628.571,43 

  • Equipamentos para agroindústrias familiares (Contratualização do produtor via FEAPER) - R$ 628.571,43 

  • Fortalecer a cadeia produtiva de hortigranjeiros, com qualificação dos produtores e técnicos; organização da cadeia produtiva; fortalecimento da produção de alimentos orgânicos; produção para o programa nacional de alimentação escolar - R$ 628.571,43 

  • Fortalecimento das cadeias produtivas da erva-mate; piscicultura; apicultura; floricultura. Diagnóstico, qualificação e organização das cadeias produtivas. Valor de R$ 157.142,86, para cada uma das cadeias produtivas  - R$ 628.571,43

  • Consolidar o APL das Agroindústrias do Vale do Taquari - R$ 628.571,43

  • Qualificação dos mecanismos e dos atores da gestão pública municipal - R$ 628.571,43

  • Programa de sucessão familiar no meio rural (Curso de qualificação de produtores para o tema da sucessão e gestão da propriedade, no meio rural) - R$ 628.571,43

  • Fortalecer e ampliar os empreendimentos turísticos regionais, com qualificação de atores criação de novos roteiros turísticos - R$ 628.571,43


Leia Também

Prefeito de Paverama tem mandato cassado

12/09/2019

Vanderlei Markus também terá pena de dois anos e dez meses de prisão em regime aberto

Case de inclusão premia Languiru

30/08/2019

Cooperativa recebeu troféu na categoria “Depois da Porteira”, entregue na quarta-feira, na Expointer, pela Federasul


Estrela é o segundo município mais populoso do Vale

30/08/2019

Imigrante e Colinas também alcançaram índices positivos na estimativa populacional de 2019 em comparação ao Censo de 2010

R$ 81 mil entregues para projetos sociais

23/08/2019

Sicredi disponibiliza auxilia 33 instituições dos três municípios