Polícia

Prefeitura garante apoio à reforma

Mão de obra e projeto serão doados pelo Executivo. Investimento deve superar os R$ 130 mil

05/07/2019 - Polícia

Créditos da matéria: Ana Caroline Kautzmann

Ligação entre o primeiro e o segundo andar ocorre apenas pela escada externa, que está condenada e será demolida. No local, uma nova será colocada e o fechamento com paredes garantirá mais conforto e segurança

Há pelo menos cinco anos, o prédio onde funcionará a nova Delegacia de Polícia de Estrela, na esquina das ruas Coronel Müssnich com a Coronel Flores, está fechado. As aberturas antigas e mal conservadas demonstram a fragilidade do local para abrigar o órgão de segurança e, por conta disso, toda estrutura necessitará de reparos.

Em maio de 1975, o prefeito em exercício, Gabriel Mallmann, fez a entrega das dependências da atual delegacia à Secretaria de Segurança do Estado, na Avenida Rio Branco, nº 138, no Bairro Oriental. E a história se repete. Quarenta e quatro anos depois, o atual prefeito, Rafael Mallmann, filho de Gabriel, garantiu a mão de obra e um projeto para a reforma da nova delegacia, reafirmando o compromisso com a segurança pública no município.

Por conta disso, nas últimas semanas, o arquiteto da prefeitura Frederico Birkholz atuou no projeto, definindo o quantitativo de materiais que serão necessários para a reforma do local, cujo valor deve ultrapassar os R$ 130 mil.

Valores

O arquiteto afirma que fará o levantamento de mais um cômodo que fica nos fundos da nova delegacia, que será utilizado como depósito e que, após isso, o material já será entregue à polícia, uma vez que o prédio da frente já está com o quantitativo concluído. O valor exato da reforma será conhecido assim que a Polícia Civil receber o levantamento dos materiais e realizar os orçamentos. Entre as novidades da nova delegacia, uma sala privada para registros de crimes da Lei Maria da Penha e uma sala mais redirecionada para flagrantes, com uso de vidros para reconhecimento de suspeitos.

Busca de recursos

A primeira mobilização social em busca de recursos para a reforma ocorreu em maio. Comunidade acadêmica da Faculdade La Salle, agentes da Polícia Civil e representantes da Câmara do Comércio, Indústria e Serviços (Cacis) realizaram pedágio solidário e arrecadaram R$ 1 mil. À frente da delegacia, o delegado Juliano Stobbe esteve em reunião na quarta-feira com o presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) em Estrela, advogado André Roberto Mallmann, e com a titular da 1ª Vara Judicial de Estrela, juíza Débora Gerhardt de Marque, para regularizar eventuais pendências do Consepro. “Isso porque será o conselho que irá intermediar o repasse de verbas do Judiciário para a reforma”, afirma Stobbe. Mallmann explica que o Consepro não possui fonte de recursos, mas que tentará, futuramente, buscar o repasse em órgãos como o Ministério Público Federal em Santa Cruz do Sul. “Lá eles acabam tendo um bom saldo de recursos para repassar e eu já consegui doação de lá para a Apae, por exemplo”, conta. 

 


Leia Também

Pedestre morre atropelado em Fazenda Vilanova

11/09/2019

PRF permanece em atendimento ao acidente

Homem tenta atear fogo em residência do Nova Morada

10/09/2019

Alvo era uma jovem de 19 anos


Funcionária denuncia suposto assédio sexual

02/09/2019

Fato estaria ocorrendo há um ano

Homem está desaparecido há 10 dias

30/08/2019

Volmir é morador do Bairro Boa União, em Estrela