Estrela

Prevenção de acidentes de trânsito na tribuna livre

Profissionais do Sest/Senat falaram da programação do mês, Maio Amarelo

15/05/2019 - Estrela

Créditos da matéria: Mariana Wermann

Ana Roolart

Na última segunda-feira, dia 13, o tema da Tribuna Livre foi Maio Amarelo."É um assunto de extrema importância para toda a comunidade em que estamos inseridos, todos fazemos parte deste assunto que é o trânsito", afirmou a gerente do Sest/Senat de Lajeado, Raquel Mendes.

Ela explicou que o foco do Maio Amarelo, que é o mês de prevenção de acidentes de trânsito, é reduzir em 50% as ocorrências no mundo inteiro. Raquel falou sobre o Sest/Senat e sua atuação junto aos trabalhadores e empresas.

"O trânsito deve ser seguro a todos, é um direito que nós temos", falou. De acordo com ela, o mês serve de reflexão para que cada indivíduo pense de que forma pode auxiliar para melhorar a situação de hoje no trânsito. "É comum nos depararmos com pesquisas, após finais de semana e feriados, que nos trazem números de acidentes que ocorreram. Quase todos os dias vemos notícia de algum acidente trágico," comentou.

Para Raquel, é necessário ter um pensamento mais crítico sobre o tema. Ela trouxe dados sobre o feriado de Dia das Mães e informou que foram registrados 101 acidentes e oito óbitos. "Esse número de mortes informado são as que ocorreram no local do acidente, mas muitas vezes acontece de pessoas ficarem com sequelas permanentes ou ir a óbito em decorrência do acidente de trânsito", destacou.

Maio Amarelo

O mês de conscientização foi criado em 2011, em conferência da ONU, com o objetivo de reduzir os acidentes de trânsito em uma década e conscientizar a população. "Nós trabalhamos isso diariamente no Sest/Senat, pois lidamos com o setor de transportes, mas no mês de maio a gente intensifica ainda mais essas ações." Raquel explicou que a cor amarela faz referência à atenção no trânsito e que os acidentes são a nona maior causa de mortes no mundo, sendo que a faixa etária mais afetada é dos 5 aos 44 anos. 

"Se a Organização Mundial da Saúde (OMS) não tivesse promovido essa ação e alertado a comunidade, se continuássemos como estávamos, as mortes no trânsito se tornariam a quinta maior causa de mortalidade no mundo até 2020", alertou.

De acordo com Raquel, desde que iniciou a ação da década, o número de acidentes reduziu. "Ainda não chegamos nos 50% que queremos, mas o número vem diminuindo e é um fato a ser comemorado." A gerente relaciona a redução à fiscalização e às ações de conscientização no trânsito.

Raquel convidou todos a refletir como, pessoalmente, cada um pode colaborar para a redução dos acidentes de trânsito. 

Jovem Aprendiz

Conforme a instrutora do Jovem Aprendiz Sest/Senat, Ana Luísa Roolaart, atualmente cerca de 110 jovens da região são atendidos em quatro turmas do projeto. "São 1280 horas que compõem o projeto e trabalhamos uma variedade de temas, como atendimento pessoal, telefônico, postura, etc. Todo ano, no mês de maio, nós focamos no Maio Amarelo, pois temos uma grande preocupação diante do grande índice de acidentes e mortes entre jovens de 15 a 29 anos", disse Ana. 

Neste projeto, os jovens criaram um storyboard com dicas de atenção no trânsito, que foram apresentados na sessão. 

Com a palavra, os vereadores

Tiago Lehnen (PSDB) questionou quais são as maiores causas dos acidentes. "São inúmeras. Não temos um levantamento, mas o alcoolismo é algo bem forte e que estamos trabalhando para conscientização. Na minha opinião, a maior causa é a autoconfiança do condutor", respondeu Raquel.

Volnei Zancanaro (PR) comentou que trabalha-se muito pela conscientização e perguntou se existe alguma parceria do Sest/Senat com o poder público no que se refere à sinalizações e vias inadequadas para tráfego. "Nosso foco principal é o setor de transporte, então atuamos muito na qualificação, mas quando nos é aberta a oportunidade, alertamos um pouco sobre isso, mas não temos gerência sobre essa ação, podemos apenas orientar e temos algumas parcerias com a PRF e PRE", explicou a gerente.

Márcio Mallmann (PP) disse que campanhas assim redundam o respeito próprio e ao outro. "Um carro é uma arma que temos na mão e lá pelas tantas podemos causar uma tragédia", lamentou o vereador. Ele questionou se há estatística de morte de crianças nos acidentes por estarem fora da cadeirinha para crianças nos veículos e sugeriu trabalho preventivo com este foco. "Não temos como apurar um número até então, mas a gente sabe que a segunda maior faixa etária de acidentes é de 5 a 14 anos, então nossas crianças estão envolvidas nisso." Raquel ainda comentou que a educação no trânsito é feita desde o berço e reforçou o papel dos pais e responsáveis nisso. 

Marco Wermann (PV) demonstrou preocupação com a estrutura das rodovias e com a falta de oneração aos responsáveis por acidentes que causam dano a patrimônio público. "Quando bato no carro de um terceiro eu preciso pagar, se machuco alguém o DPVAT paga, e por que nada é cobrado quando se destrói paradas de ônibus e postes?", questionou o vereador. 

Débora Martins (MDB) falou sobre um projeto do deputado federal Alceu Moreira que prevê que motoristas sob efeitos de álcool ou drogas que venham a causar algum acidente, arquem com os custos do SUS. Ela questionou qual posição do Sest/Senat sobre o projeto e manifestou apoio à iniciativa. "Um dos focos do Maio Amarelo é reduzir esse custo que o SUS tem, que é bem elevado quando se trata de acidente de trânsito, e sou favorável sim." Para Raquel, no momento em que houver uma penalidade mais agressiva pode haver uma mudança de comportamento.

Darlã Bellini (PSB) disse que é grave o número de mortes no trânsito, além de toda a situação financeira que causa muito custo. "Temos carros que vão de 0 a 200km/h em quatro segundos, estradas precárias e seres humanos. Se a estrada não está boa não podemos andar rápido, se bebemos não podemos dirigir", alertou. 


Leia Também

Estrelas do Futuro vence competição na Argentina

16/07/2019

Cerca de 70 atletas disputaram a 3ª Copa Lawn

Estrela lança Programa Qualifica Servidor

15/07/2019

Parceria da Secretaria de Administração com a Faculdade La Salle concederá bolsas de estudo para servidores


Processo seletivo para professor de inglês em Estrela

12/07/2019

Inscrições se estenderão de 15 a 29 de julho com carga horária inicial de 25 horas

23 municípios do Vale apresentam queda

12/07/2019

Índice é provisório e Colinas e Estrela, que tiveram números negativos, vão recorrer dos números. Imigrante teve acréscimo de 3,71%