Vale do Taquari

Procon notifica RGE Sul sobre falhas no fornecimento de energia elétrica no Vale do Taquari

Empresa foi notificada para que apresente, no prazo de até dez dias, esclarecimentos referentes às falhas

14/02/2019 - Vale do Taquari

As falhas de atendimento e fornecimento de energia no Vale Taquari foram tema de reunião promovida na quarta-feira, dia 13, pela Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Procon, RGE Sul e representantes de municípios da região, na sede do Departamento de Defesa do Consumidor em Porto Alegre.

Os prefeitos, vereadores e produtores da região apresentaram os prejuízos que vêm enfrentando devido a problemas na prestação dos serviços de energia elétrica. Entre as reclamações mais incidentes estão: troca de postes, falta de abastecimento de luz por períodos superiores a cinco dias, demora e limpeza das redes.

O secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Catarina Paladini, que participou da abertura do evento, disse que foi relator da CPI da energia e que todos sabem de suas responsabilidades. Destacou a necessidade do estabelecimento de iniciar ações para atenuar esses danos. Paladini afirmou ainda que a secretaria está à disposição para auxiliar as prefeituras em suas demandas.

A diretora do Procon, Maria Elizabeth Pereira, notificou a empresa para que apresente, no prazo de até dez dias, esclarecimentos referentes às falhas como a demora na prestação de serviços, não comparecimento de técnicos em serviços agendados, além de apresentar as medidas que serão adotadas para sanar todos os problemas. Destacou que o interesse do Procon é que haja uma harmonização entre quem fornece e quem recebe o serviço.

O gerente de relacionamento da RGE, Edson Severo Braz, ouviu todos os relatos e reforçou que a companhia já está ciente do problema e já está trabalhando para solucioná-los. Braz informou que a RGE tem obras programadas diariamente para toda a região. Ele solicitou ainda que todos os prefeitos entrem em contato com os consultores de relacionamento da região para agendar uma reunião e se comprometeu a elaborar um plano de atendimento para cada cidade de acordo com suas necessidades.

O presidente da AMVAT afirmou que todos sabem que a energia é indispensável e os municípios têm que recebê-la com frequência e qualidade. Por isso, ficou acertado que, em em 60 dias, nova reunião com a concessionária será feita para analisar a evolução do que foi solicitado.


Leia Também

Câmaras e prefeituras de Colinas e Imigrante: 100% em transparência

05/07/2019

Índices já haviam sido positivos em 2017

Últimos dias para visitar a Suinofest

14/06/2019

Evento ocorre em Encantado até domingo


Telefonia móvel: prefeitos buscam solução no Procon

14/06/2019

Operadoras têm dez dias para entregar relatórios

IPVA 2019: Colinas, Estrela e Imigrante arrecadam 92,5% do previsto

07/06/2019

Aproximadamente R$ 411 mil ainda não deram entrada nos cofres dos três municípios