Estrela

Programa Bombeiro na Escola começa por Estrela

Oficinas transmitem orientações básicas que podem evitar acidentes e salvar vidas de estudantes e familiares

11/09/2018 - Estrela

A Escola Municipal de Ensino Fundamental José Bonifácio (Emef) sediou, na manhã de segunda-feira, dia 10, a abertura do Programa Institucional Bombeiro na Escola (Probe). A iniciativa do Corpo de Bombeiros Militar de Estrela, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), vai percorrer escolas onde, através de palestras e oficinas, oportunizará a alunos, professores e funcionários, ensinamentos teóricos e práticos sobre técnicas de prevenção e primeiros socorros que podem evitar acidentes ou mesmo salvar vidas. O projeto seguirá por outras escolas de Estrela esta semana e nos próximos dias será levado a outros oito municípios de abrangência da guarnição. 

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, tenente Paulo Sulzbach, a ideia é fazer desta força-tarefa uma fonte de disseminação de pequenas ações de prevenção e proteção, e assim, em primeiro grau, evitar no cotidiano destes jovens acidentes e danos às vezes irreparáveis.

Segundo ele, repassar dicas de como agir em situações de incêndio; primeiros socorros em casos de acidentes domésticos, ambientais, além de cuidados no trânsito, nas redes sociais e mesmo de bullying. "Já realizamos outros projetos semelhantes, mas queremos fazer deste algo mais direto na transmissão de informações que podem ser fundamentais na prevenção e, em caso de algum sinistro, evitar maiores danos ou mesmo salvar vidas", explica. "Buscamos, através desta atividade extracurricular, tornar estes conhecimentos algo mais próximo e comum ao cotidiano dos alunos. Por isso projetamos estar cada vez mais presentes nas salas de aula, até para fazermos dos jovens agentes pulverizadores destas dicas junto à sociedade", explica. O secretário de Educação, Marcelo Mallmann, completa. "Quem sabe podemos fazer deste projeto um embrião de mais um grande avanço curricular, o que faz de Estrela referência na área educacional."

A diretora da escola do Distrito de Costão, Alessandra Konzen Muxfeldt, destaca a importância do projeto. "São muitos os momentos em que estes conhecimentos podem ser aplicados. Que bom que tivemos a honra de sermos a primeira escola agraciada." A aluna Sofia Eduarda Schulte, do 9º ano da José Bonifácio, aproveitou muito a oportunidade. "Aprendi coisas que podem ser utilizadas em casa, com nossos familiares, ou mesmo quando estamos com nossos amigos, pois estamos de certa forma sempre em perigo, por motivos que nem sempre consideramos", diz. "São dicas e ensinamentos de atitudes simples, fáceis, mas que muitas vezes nem imaginamos, desde como saber rastejar em caso de um incêndio, ou mesmo o que fazer quando alguma pessoa está se sufocando", revela a estudante.

Nos primeiros cinco dias a meta é atingir até 700 alunos do 5º ao 9º ano das escolas de Ensino Fundamental da rede municipal. Todos receberão certificados. Nesta terça-feira, dia 11, a atividade foi realizada na parte da manhã na Emef Leo Joas, e à tarde na Emef Cônego Sereno Hugo Wolkmer. Na quarta-feira, dia 12, mais uma vez na Emef Leo Joas pela manhã, e à tarde no Distrito da Delfina, na Emef Pedro Jorge Schmidt. Na quinta-feira, dia 13, será a vez dos alunos das Emefs Odilo Afonso Thomé (manhã) e Arnaldo José Diel (tarde). No fechamento da semana, na sexta-feira, dia 14, pela manhã na Emef Pinheiros. Nas próximas semanas o projeto deverá ser estendido à rede estadual e depois a outros municípios. Mais informações nos Bombeiros pelo telefone  (51) 3712-1242.

Leia Também

Estrela vai investir R$ 220 mil nas obras do Posto de Saúde Central

20/11/2018

Ordem de início dos trabalhos foi assinada na tarde de segunda-feira pelo prefeito Rafael Mallmann

Neste sábado tem Sabadoidão

15/11/2018

Atrações culturais e descontos em lojas estão previstos


Moradores relatam problemas com telefonia e internet no interior

15/11/2018

Comunidade aguarda soluções para a falta de sinal e de qualidade em serviços prestados

Estrela consegue adesão ao Susaf

15/11/2018

Agroindústrias habilitadas poderão comercializar produtos em todo o Rio Grande do Sul