Estrela

Projeto Verão: ainda dá tempo!

Profissionais da saúde falam dos benefícios da prática de atividades físicas aliadas à alimentação saudável

11/01/2019 - Estrela

A estação mais quente do ano já está aí, mas sempre tem aqueles que começam o famoso Projeto Verão mais tarde, né? Pensando nisso, o NG conversou com profissionais da saúde para dar dicas de atividades físicas e bem-estar. 

Como começar a praticar atividades físicas

Quando quiser iniciar uma atividade esportiva é essencial buscar um profissional capacitado que irá fazer uma avaliação física e do histórico da pessoa, bem como da rotina, dos objetivos e características. “Temos muitas opções. Precisamos sempre respeitar a individualidade biológica de cada pessoa para, então, indicar a atividade mais adequada”, explica a profissional de Educação Física, Évelin Steffens. De acordo com ela, o começo é leve, um período adaptativo para que o praticante se adeque à atividade, para, então, trocar ou intensificar e sempre progredir aos poucos.

Tipos de atividades

Se o interesse for musculação o indicado são exercícios leves e de reforço muscular no período de adaptação, para posteriormente alcançar o objetivo. Caso a busca seja por atividades ao ar livre, indica-se caminhadas alternadas com corridas e andar de bicicleta. Contudo, Évelin reforça a necessidade de respeito ao corpo. “Sempre é necessário fazer uma avaliação, pois é algo individual para cada um e não pode ser generalizado.”

A importância da atividade física

“O ponto mais importante da atividade física é a relação com a saúde, principalmente na prevenção e tratamento de doenças cardíacas e metabólicas e de lesões. Além de influenciar no bem-estar mental, levando em conta a questão estética, pois auxilia na autoestima e faz com que os praticantes sintam-se melhor e tenham o sono e o metabolismo regulados”, comenta Évelin. Ela ressalta que a atividade física é muito benéfica, mas deve ser praticada de forma correta e adequada. E é o ponto em que se acentua a importância do profissional de Educação Física capacitado, que indicará os exercícios adequados e propícios ao indivíduo, de acordo com seu objetivo e necessidade, respeitando as suas características e limitações, além de monitorar a execução correta e posturas adequadas, prevenindo lesões e melhorando a saúde em um todo. “Um ponto muito importante é o incentivo do profissional, pois muitas pessoas não gostam de fazer exercícios, ou não conseguem manter a assiduidade aos treinos, e com um profissional do lado, tudo se torna mais fácil e prazeroso.”

Dica para o verão

“Durante o verão é preciso ficar atento a alguns cuidados com a alimentação e a hidratação do organismo”, alerta Taís. Ela afirma que deve-se optar sempre por alimentos leves, de fácil digestão e ricos em água. Por exemplo: saladas, frutas, sucos naturais, legumes, verduras, peixes e carnes magras. Ela comenta que, por causa da temperatura elevada, algumas pessoas podem sentir-se mais indispostas para comer, portanto, é necessário fazer algumas adaptações nos hábitos alimentares neste período. “A vantagem é que o sol e o calor favorecem a ingestão de mais líquidos e a procura por uma alimentação mais leve.”

A nutricionista enfatiza que a ingestão de líquidos deve ser frequente para controlar a temperatura do organismo. Ela indica ter uma garrafa de água por perto e ir bebendo ao longo do dia. “Outros líquidos como água de coco, sucos naturais e chás gelados também são ótimas alternativas para promover a hidratação”, acrescenta.

O esporte como aliado ao bem-estar mental

“Muitas pessoas conhecem os benefícios da prática de exercícios no aspecto da saúde física e na minimização de riscos de desenvolvimento de doenças, bem como na redução do uso de medicamentos em vários tipos de tratamentos”, diz a psicóloga Jeniffer Harth. Porém, conforme a profissional, às vezes desconhecem o impacto positivo nos aspectos psicológicos da saúde.

“Pessoas ativas costumam ter maior controle da ansiedade, do estresse, além de serem mais bem humoradas, terem autoestima elevada por se sentirem melhor em relação a sua própria imagem, o quê, consequentemente, também auxilia na autoconfiança e construção de relacionamentos interpessoais”, comenta Jeniffer.

Alimentação equilibrada 

“As pessoas almejam cada vez mais a qualidade de vida, o que pode ser obtido com a prática esportiva aliada à alimentação saudável”, afirma a nutricionista pós-graduada em Nutrição Esportiva, Taís Hart Pezzini. Contudo, ela ressalta que para cada objetivo existe um plano diferenciado. “É importante buscar por profissionais que irão auxiliá-lo, sendo o nutricionista com o plano alimentar e o educador físico com os exercícios específicos.”

Taís explica que com um plano alimentar adequado às necessidades, o indivíduo fornece ao corpo a energia necessária para realizar as tarefas diárias, além de suprir as necessidades energéticas do exercício físico. Como consequência, o objetivo fica mais próximo, seja ele estético, saúde e no controle de doenças ou para manter uma boa qualidade de vida. “Devemos ter a consciência de que ao praticarmos exercício físico, ter uma vida fisicamente ativa e uma alimentação saudável, estamos na verdade praticando saúde”, enfatiza.


Leia Também

Seguem trabalhos para asfaltamento da terceira etapa em Arroio do Ouro

22/03/2019

Investimento total do Governo de Estrela, quando obra estiver concluída, chega a R$ 3,4 milhões

Irmã e empresária são homenageadas

22/03/2019

Em evento realizado na noite de segunda-feira, na Câmara de Vereadores, elas receberam o reconhecimento da comunidade


Em busca de melhorias para a melhor idade

22/03/2019

Propostas têm por objetivo assegurar os direitos fundamentais

Novos veículos qualificam atendimento a usuários da saúde em Estrela

22/03/2019

Entrega oficial o correu na tarde de quarta-feira (20) em frente à prefeitura, com autoridades e convidados