Estrela

Público retornará às sessões

Após debate na sessão de segunda-feira, comunidade poderá retornar na próxima semana

24/04/2020 - Estrela

ESTRELA - Na sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira, nenhum projeto constava para votação. Por conta da pandemia do coronavírus, segue restrita a presença de público na Casa, mas na semana passada a sessão chegou a ser transmitida ao vivo pelo Facebook do Legislativo, o que gerou debate. O vereador Cristiano Nogueira (MDB) questionou ao presidente da Casa, João Braun, porque a sessão não estava sendo transmitida novamente. “Foi um teste da primeira vez, para ver como faríamos e não tenho dotação orçamentária para continuar, mas provavelmente vamos fazer algum tipo de contrato”, respondeu Braun. “Porque foi colocado para a comunidade que enquanto não tivesse público, iríamos transmitir, inclusive eu falei isso na segunda-feira passada, se não, me parece que foi simplesmente para pessoalizar a discussão de um projeto só, acho que não pode ser desta forma”, disse Nogueira, referindo-se ao projeto de diminuição dos subsídios, aprovado na última semana.

“Se for para ter custo para nós, nessa época de pandemia, eu vou ser contrário”, acrescentou Volnei Zancanaro (Cidadania). Débora Martins (Republicanos) sugeriu conversar com a vigilância, para ver a possibilidade de a população poder voltar a prestigiar as sessões. “Temos um espaço bem amplo e com todos respeitando o acesso, utilizando máscaras, podemos acomodar as pessoas no plenário para que não fiquem muito próximas”, indicou. Nesta quinta-feira a Câmara comunicou que o público poderá voltar a participar das sessões. Contando os vereadores, servidores e representantes da imprensa, serão permitidas 30 pessoas na Casa, sendo que serão respeitadas todas as medidas de segurança previstas no decreto municipal, como uso de máscaras e distanciamento interpessoal.

Atendimento psicológico

Ainda sobre a questão da pandemia, Braun falou sobre os efeitos psicológicos que a situação causa nas pessoas. “Já vivemos em um mundo onde os transtornos psicológicos são cada vez maiores e em um momento de crise como esse, os nervos vêm a flor da pele. Hoje vai ser votada uma indicação minha e do colega José Alves para montar uma central de atendimento psicológico específica para atender profissionais da saúde.”

Débora complementou que a Secretaria da Saúde montou uma central de atendimento, com psicólogas da atenção básica trabalhando em escala. Tem um telefone à disposição (99519-8758). “Mas esses profissionais precisam de uma qualificação específica para trabalhar em desastres e esses que possuem, hoje, estão lotados na Assistência Social, por isso fiz a indicação. Mas que bom que a saúde já está ajudando nesse fronte”, respondeu Braun.

Com a palavra, os vereadores:

- Cristiano Nogueira da Rosa (MDB): destacou a retomada, com restrições, do comércio. “Estamos vendo muita circulação e isso tem me preocupado, porque a volta do comércio pode parecer que a pandemia passou e não é verdade. Peço para a comunidade que mantenha o distanciamento.” O vereador Ernani de Castro (MDB) acrescentou: “agora que é a chance maior da pandemia se alastrar. Vamos usar máscara, se cuidar, é um apelo que eu faço, porque é para o bem do nosso município e região.”

- Ernani de Castro (MDB): acrescentou que foi concluído o recapeamento da Rua João Lino Braun, no Bairro Boa União, e que solicitou ao Departamento de Trânsito que seja feita a pintura das faixas de segurança. Também falou sobre os prejuízos da pandemia. “O que me preocupa bastante são os artistas, bandas, essas pessoas que vivem da música”, comentou, propondo que sejam realizadas doações de alimentos para essas pessoas.

- João Braun (PP): criticou a atitude de algumas concessionárias de energia elétrica em tempos de pandemia. “Elas têm por contrato a permissão de fazer a cobrança dos seus usuários usando a média do último ano, só que, para muitos empresários que não faturaram nada, ter que pagar pela média é, no mínimo, antiético. O empresário que manteve a empresa toda fechada vai ter que pagar pela média, ou seja, só quem ganha estabilidade financeira é a concessionária”, disse.

- Márcio Mallmann (PP): falou sobre a preocupação com a seca. “Percebe-se que os poderes públicos não vão ter suporte financeiro para ajudar os produtores. Não tem um agricultor que tenha feito um colheita boa e isso vai impactar também na economia”. Salientou ainda que no interior, principalmente na São Luís e na Glória, estão acontecendo muitos roubos. “Vamos falar com a Brigada Militar. Acho que é hora de termos um policiamento mais efetivo no interior e porque não sonharmos com câmeras de vigilância?” Também parabenizou a Casa pela redução dos subsídios em 20%. “E, se for legalmente possível, podemos diminuir ainda nesta legislatura, eu topo e convido, reduzir 80% os salários para essas causas.”

- Norberto Fell (Cidadania): também abordou sobre a questão de recursos. “Na sessão passada, de forma veemente, se discutiu e se desafiou a todos nós por qual razão não estaríamos já devolvendo os nossos subsídios, já que debatemos e nos confrontamos com um certo grupo que se dizia contrário a essa pretensão e achou por bem aderir, por uma negociação que a gente travou. Vi um empenho no Portal da Transparência do município onde há rescisão de contrato de trabalho, no mês de abril, para secretários no valores de R$ 42 mil, de R$ 28 mil, e outra de R$ 29 mil.” O vereador sugere a aplicação destes recursos, por parte dos beneficiados, em aquisição de cestas básicas e auxílio aos mais necessitados.


Leia Também

Em uma semana, casos triplicam em Estrela

08/05/2020

No Vale do Taquari, restrições do comércio foram mantidas

Brasilata: quase 40 anos em Estrela

08/05/2020

Instalada no Bairro dos Estados, com localização estratégica próxima à BR-386, a indústria figura entre as maiores empresas do município


Uma relíquia do Estados

08/05/2020

Luis Fernando Schneider foi vereador e radialista e, em casa, guarda histórias e coleções que o orgulham

Mães solo!

08/05/2020

No dia delas, a história de duas jovens que destacam os desafios e recompensas de serem mães