Variedades

Revestimentos dão toque especial

Confira dicas de como cuidar de aspectos que deixam os ambientes ainda mais bonitos e agradáveis

07/02/2019 - Variedades

Na hora de reformar ou construir é preciso pensar em cada detalhe da residência de forma estratégica para que o conjunto da obra fique perfeito. A escolha do revestimento é um fator primordial para o sucesso do projeto, pois influencia na limpeza e manutenção do ambiente, conforto térmico, acústico e na estética. Neste sentido, a arquiteta e urbanista Ana Júlia Formentini, e a engenheira civil Giovana Mulinari, da ECAU Engenharia e Arquitetura, selecionaram algumas dicas para levar em consideração na hora da escolha dos materiais.

Diferentes áreas

Antes de escolher o revestimento para cada cômodo é aconselhável que você separe a casa em áreas. Observe que uma residência, geralmente, é formada pelo espaço íntimo, onde ficam os quartos, pela área social, que abrange a sala de estar e jantar, corredores de acesso, e a área de serviço, como cozinha e lavanderia, onde ficam os ambientes mais úmidos.

Cada uma delas recebe um tipo específico de revestimento: áreas úmidas, como banheiro, cozinha e lavanderia, precisam de um revestimento impermeável como a cerâmica ou porcelanato, de forma a bloquear a umidade. Já a área íntima pode receber madeira, laminado ou vinílico, que são materiais quentes e que proporcionam conforto e elegância. A área social também pode receber materiais nobres, como o mármore e o granito, mas como é mais utilizada talvez seja preferível materiais de fácil limpeza e manutenção.

Pense nas cores

A cor do revestimento ajuda a transformar o ambiente. Se o espaço for pequeno é preferível  cores claras, pois ampliam. Para aumentar o conforto e a elegância do cômodo utilize cores escuras, e prefira materiais nobres, como mármore, granito e madeira.

Para a área externa, conforme suas características

O revestimento ideal para área externa depende da forma que o espaço assume na residência. Para ambientes abertos, o recomendável é optar por pedras ou porcelanatos do tipo HARD que são mais ásperos, tendo ação antiderrapante. Para áreas externas cobertas, como garagem ou quiosque, é possível utilizar porcelanatos ou cerâmicos acetinados, com fácil manutenção. Porém, ainda deve-se manter atenção ao nível de aspereza.

Para separar cômodos 

De forma geral, o material utilizado no revestimento deve permanecer o mesmo até que haja uma separação física entre os cômodos. Assim, em ambientes em que não há elementos de separação, como uma porta, mantenha o mesmo revestimento em toda a peça para criar uniformidade.
Há várias opções de revestimentos em porcelanato que imitam padrões de madeira e pedras, podendo fazer o uso destes em toda a residência, apenas variando as texturas, que criarão o efeito desejado. Para ajudar nessa escolha peça orientação de um profissional qualificado na área, como arquitetos e engenheiros civis. Assim é possível alcançar todo o potencial do cômodo e tornar o espaço mais confortável e aconchegante. 


Leia Também

Dia Mundial do Rock é neste fim de semana, dias 20 e 21 de julho

15/07/2019

Ingresso é um quilo de alimento não perecível


Por dentro da lei: Reforma Previdenciária

12/07/2019

Por Darlã Bellini

Café da Colônia é atração nos domingos

12/07/2019

Programação é de organização da Casa do Artesão