Vale do Taquari

Serviços param e alimentos faltam

Principal concentração do protesto na região foi em Estrela, às margens da BR-386, resultando em bloqueios e muitos efeitos em cadeia

25/05/2018 - Vale do Taquari

Créditos da matéria: Carine Krüger

s em razão das constantes altas dos combustíveis trouxe reflexos para Estrela e cidades vizinhas. Na região, o principal ponto de protesto foi junto da entrada do Bairro das Indústrias, pela BR-386, no Superporto, em Estrela. Conforme líderes do movimento local, o protesto vem atingindo o objetivo principal, que é paralisar o país, por meio da falta de combustíveis, alimentos e serviços, em especial.
O ato começou na terça-feira devido a cinco variações de preços de combustíveis em poucas horas, estabelecidas pela Petrobras. Antes mesmo de a categoria definir em paralisar, caminhoneiros isolados já estacionavam seus caminhões nos principais postos do Estado, e quando foi dada a ordem geral, tudo começou a parar. Depois de dois dias, na quarta-feira de noite, filas em postos de combustíveis, inclusive em Estrela, já eram grandes.
A gasolina comum foi a primeira a acabar. Depois, aos poucos, os postos que ainda tinham o produto nesta semana começaram a aumentar os preços por litro. “O preço teve que aumentar, virou um produto raro essa semana”, conta um dos frentistas de um dos postos de Estrela. E ainda brincou: “pelo menos hoje atingimos nossa meta do mês.” O funcionário conta que o motorista reclama baixinho do preço, mas ainda fica mais satisfeito por encontrar a gasolina. “Todo mundo sempre reclama do preço. A paralisação é por isso. Mas na hora do aperto, pagam para ter o produto.”

Empresas param
A Cooperativa Languiru paralisou totalmente as atividades no Frigorífico de Aves, em Westfália, nesta quinta-feira, dia 24, e sexta-feira, dia 25. E comunicou, por meio de nota nesta quinta-feira à tarde, que também suspenderá as atividades no Frigorífico de Suínos, em Poço das Antas, a partir desta sexta. Segundo a cooperativa, sem transporte, ocorre o desabastecimento da matéria-prima e dos insumos necessários na industrialização de seus produtos, bem como dificuldades de escoamento até os pontos de venda, ocasionando, o exaurimento da capacidade de estocagem nas Centrais de Distribuição. A BRF Foods, sediada em Lajeado, já comunicou os integrados que também está com dificuldades e poderá parar o funcionamento se o protesto seguir. Empresas de ônibus também informaram o cancelamento de linhas nas rodoviárias de Estrela, Lajeado e Venâncio Aires nesta sexta-feira.

Pedido da Famurs
A pedido da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), prefeituras também devem paralisar nesta sexta-feira, dia 25, todos os equipamentos e serviços que utilizam combustíveis, exceto na área da saúde.
A orientação da Famurs é de que os municípios façam uma paralisação por um dia, considerando os preços abusivos praticados, o corte do repasse da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-combustíveis) aos municípios e em apoio aos caminhoneiros.
Produtos
nas prateleiras
Supermercados de Estrela divulgaram comunicados em suas redes sociais avisando aos clientes que alguns produtos podem vir a faltar devido à paralisação.

Produtores rurais
A falta de transportes também afeta diretamente os produtores rurais, que reclamam da falta de insumos para alimentar frangos, em especial. “Nós levantamos durante 19 dias de madrugada para aquecer os pintos, não temos fim de semana e o prejuízo vai ser enorme”, lamentou um produtor.

Serviços de energia
Devido à falta de combustível, a RGE Sul informou que irá priorizar o atendimento a clientes especiais, como hospitais e UTIs domiciliares, e a realização de serviços emergenciais e ocorrências que comprometam a segurança da população. A medida é necessária uma vez que a crise no abastecimento de combustível tem afetado a operação da frota de veículos de campo da distribuidora, bem como o recebimento de materiais para a execução das atividades.


Leia Também

Cultura, solidariedade e emoção marcam Natal Solidário Languiru

14/12/2018

Evento natalino, em sua 2ª edição, será no dia 21 de dezembro

Eleitas equipes diretivas das escolas estaduais

07/12/2018

Colinas, Estrela e Imigrante conhecem novos comandos


OAB faz eleição para diretoria

23/11/2018

Estrela tem chapa única chamada OAB Unida

Violência não reduzirá, diz pesquisa

23/11/2018

Opinião foi compartilhada por maioria dos entrevistados. La Salle ouviu moradores de Estrela, Lajeado e Teutônia