Imigrante

Um passo mais perto da Unesco

Emef Arco-Íris foi aceita como candidata ao Programa de Escolas Associadas (PEA)

14/03/2019 - Imigrante

Créditos da matéria: Ana Caroline Kautzmann

Vice-diretora, Sandra Spellmeier Zuchi

Além de alcançar destaque em índices que avaliam o desempenho dos alunos, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Arco-Íris poderá ser a primeira do Vale do Taquari a fazer parte do Programa de Escolas Associadas (PEA) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Nas últimas semanas, a instituição recebeu a notícia que foi aceita como candidata a receber o selo, podendo participar das programações realizadas pelo programa. A vice-diretora, Sandra Spellmeier Zuchi, também é a relatora do projeto e conta que enviou parte do relatório no início de 2018 e parte no final do ano. “Reuni algumas atividades que os professores realizaram com seus alunos na escola e enviei, juntamente com o formulário de adesão, ao PEA, em português e em inglês”, explica.

Toda escola associada recebe um certificado internacional de membro e tem o direito de utilizar a logomarca da Unesco e do PEA. Pode também receber materiais produzidos pela Unesco e participar de concursos internacionais, além de congressos nacionais. “Queremos ser uma escola associada porque já estamos trabalhando com temas ligados à valorização da vida, cidadania, justiça e socialização, buscando fazer a diferença. Percebemos uma mudança de comportamento em alunos e professores envolvidos nesse processo e queremos ampliar e qualificar ainda mais os projetos”, destaca.

Agora, a escola aguarda resposta sobre a certificação, mas já inclui na projeção, temas ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030. O 9º Ano da instituição irá trabalhar, em 2019, com a sustentabilidade, a fim de criar um canudinho ou um copo biodegradável utilizando casca de maracujá. A ideia também vai ao encontro da proibição do uso de canudos flexíveis de plástico em Imigrante, projeto que foi recentemente aprovado.

O que é o programa

O Programa de Escolas Associadas foi criado para estender os objetivos da própria organização mundial, ao campo da educação. O objetivo fundamental do PEA é viabilizar uma rede internacional de escolas que trabalhem pela ideia da cultura da paz. Por isso, consiste no estímulo a projetos ligados a um tema central, que é o Ano Internacional proposto pela Unesco, ou simplesmente dirigidos à ampliação da consciência de cidadania.

Em busca da igualdade e do empoderamento

O objetivo número 5 da ODS traz o tema da igualdade de gênero e do empoderamento de todas as meninas. Em 2019, esse foi o tema selecionado pelo 7º Ano, que também participa da atividade extracurricular de Oficina de Ciências. “Esse projeto terá como objetivo principal ressaltar o papel que as mulheres podem ter na área das ciências além de criar estratégia para gerar discussões sobre a igualdade de gênero no ambiente escolar”, salienta a professora da disciplina, Francielle Bücker.


Leia Também

Cuidado com a saúde bucal

11/10/2019

Município desenvolve ações e trabalha de forma multidisciplinar para atender pacientes

Cão Valente se recupera de ferimentos

07/10/2019

Animal foi resgatado em Imigrante e associação pede ajuda para custear tratamento


Osmar e Cleri Thomé são os novos rei e rainha da terceira idade de Imigrante

04/10/2019

Mais de 600 pessoas participaram da Festa do Idoso

Feira do Livro de Imigrante inicia quinta

04/10/2019

Tema desta edição é Diversidade Cultural e evento contará com diversas atividades