Esportes

Uma vida nos gramados da Soges

A uma semana do início da 41ª edição da principal competição, Rudimar Thomas se prepara para sua 38ª temporada

08/03/2019 - Esportes

 No dia 16 devem ser marcados os primeiros gols da edição 2019 da Copa Soges de Futebol Sete. Das históricas 41 temporadas, Rudimar Thomas esteve em campo ou à beira dele em pelo menos 37. Rudi, como é mais conhecido, atuou como atleta, técnico, massagista, incentivador, colunista esportivo, além de outras posições e funções. E, aos 62 anos, o estrelense se prepara para a sua 38ª edição, repleto de expectativas. Ele estará em campo como técnico do Saidera, uma das dez equipes da Elite; e como jogador da SER Nata, um dos 12 elencos da Terceirona. Não é por falta de convites que não estará também em uma das 11 agremiações da Segunda Divisão. “Vou estar sim, como torcedor, na arquibancada”, diz ele, sem considerar a categoria veteranos, da qual também participa há anos. Nestas quase quatro décadas, calcula ter defendido as cores de, pelo menos, 20 times, muitos dos quais já extintos; jogado mais de 500 partidas. “É até engraçado me deparar, às vezes, atuando com filhos e até netos de colegas meus.”

A primeira temporada foi em 1981, com o extinto Zebrões, formado principalmente por funcionários do Banco do Brasil, do qual é funcionário há 42 anos, mas agora em uma agência de Porto Alegre. Em 1982 foi reforçar os Imbatíveis, quando levantou o primeiro título da principal categoria. Vieram outras conquistas e prêmios coletivos, individuais, inclusive com homenagens do clube, como em 2011, eleito “Atleta Símbolo”.
Mas garante que o que fica são as inesquecíveis lembranças com as camisas dos clube. “Sou colorado, e quando colocava meu uniforme da Geral Estrela para secar no varal de casa após outra rodada, meus vizinhos brincavam que eu tinha virado a casaca, que queria ser enfim campeão. Vale a provocação”, considera.

Corpo e mente

De porte elogiado para a idade, brinca que um pouco do fôlego para tantas partidas vem da “folga” que tem ao se deslocar para o serviço na capital. “Vou de Mercedes-Benz, dormindo em um banco reclinável, pois tenho motorista particular. Posso daí descansar um pouco as pernas”, relata, em uma referência às viagens diárias de ônibus, ida e volta, que faz há 23 anos. “Na verdade, cuido muito da saúde. E o futebol sempre teve papel fundamental nisto. Tem também a questão emocional. O futebol te proporciona muitas e boas vivências, convivências, amizades que ficam para sempre, e na Soges isso é muito forte, dentro e fora de campo”, afirma.

Veteranos

A terça-feira, dia 12, marca o início da  29ª Copa Veteranos de Futebol Sete, com a participação de sete equipes (atletas partir dos 34 anos): 19h30min - Als Faloa x Firma FC; 20h30min - Sombras x Rejeitados VT; e 21h30min – Passabola x Velha Guarda. Folga: Mancha Negra.

Uma vez expulso

O volante, que já foi goleador em uma temporada e, então aos 48 anos, ter marcado cinco gols em uma única partida, diz primar pela disciplina. Se orgulha de ter sido expulso uma única vez, em lance que até o árbitro reconheceu, fora de campo, ter exagerado na punição. “Guardo o nome do juiz até hoje, mas sem ressentimento. É a disciplina uma das questões onde o campeonato, pela punição, e os atletas, no comportamento, ainda podem evoluir. Se consegue ser competitivo com um futebol sempre respeitando o adversário.” 

 


Leia Também

Últimos lances da primeira fase na Soges

14/11/2019

Rodada vai apontar último classificado da Terceirona e, assim como na Segunda Divisão, serão definidos os mata-matas

Reta final aponta mata-mata na Soges

08/11/2019

Últimas jornadas serão disputadas nos dias 9 e 16, quando classificados e confrontos eliminatórios serão estabelecidos


ABI vence Estadual de bolão

31/10/2019

Equipe conquistou taça na Melhor Idade Masculino

Mais times garantidos na Copa Soges

31/10/2019

Elite, que já tinha seus classificados, apontou seu líder definitivo. Segunda Divisão e Terceirona seguem com indefinições