Estrela

Vereadores de Estrela solicitam decreto de calamindade pública nas finanças

Requerimento pede ao prefeito, Rafael Mallmann, que reconheça perdas econômicas em decorrência da crise no setor leiteiro.

06/02/2018 - Estrela

Todos os 13 vereadores de Estrela assinam uma mobilização através de requerimento público, aprovado na sessão desta segunda-feira (5), que pede a decretação do estado de calamidade pública financeira do município. O pedido faz referência às perdas acumuladas nos últimos anos pelo setor leiteiro. Em 2017, cerca de 80 produtores de Estrela teriam abandonado a função. Com a aprovação pela Casa, o texto será remetido ao prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann (PMDB). Esta foi a primeira ação conjunta da Câmara de Estrela na volta do recesso, que durou um mês.

O Legislativo pede ao gestor público que analise a hipótese sob a justificativa de uma “grave situação que atravessam os produtores do município, devido à baixa remuneração do produto e a importação do leite em pó dos outros países”. Na avaliação do vereador Márcio Mallmann (PP), que tem criação de aves, a situação é delicada. “Hoje a produção de leite não é mais viável. Os produtores ganham menos do que ganhavam há cinco anos”.

Segundo o progressista, pelo menos 1.080 produtores do Vale do Taquari deixaram a atividade leiteira no ano passado, sendo 80 deles em Estrela. “Esses que fecharam as portas não voltam mais”, acredita. Na semana passada, o governo de Arroio do Meio decidiu reunir documentos para decretar calamidade pública no setor, a partir de uma mobilização iniciada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) no município.

Os pioneiros querem regionalizar a ideia, vontade que é compartilhada pela Câmara. A matéria pede que o assunto seja levado para a Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), que tem reunião agendada para a próxima quinta-feira (8).

Regime de urgência

Sem projetos previstos na ordem do dia, a Câmara de Estrela acabou aprovando seis matérias do Poder Executivo em regime de urgência. Os textos deram entrada nesta segunda e, por isso, tiveram de ser avaliados antes da votação. Cinco minutos de recesso foram concedidos pelo presidente da casa, Marco Aurélio Wermann (PV).

Todos os projetos foram aprovados com unanimidade. Destaque para a instituição do Sistema Municipal de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (SIM), que visa assegurar a preservação da saúde pública com os alimentos produzidos em Estrela. A proposta visa regulamentar agroindústrias que sofreram restrições da Vigilância Sanitária em 2017, por conta de irregularidades encontradas.

De acordo com o vereador Ernani de Castro (PMDB), líder de governo na Câmara em 2018, “algumas agroindústrias faziam a venda dos alimentos para outros municípios, o que era ilegal. Agora elas poderão regularizar a sua situação”.

Aprovada a abertura de crédito, de R$ 9.000,00, na Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplade), a ser aplicado na contratação de empresa que fará laudo técnico para contribuição de melhorias em 19 ruas. Nesse modelo de pavimentação, a Prefeitura executa a obra e os moradores fazem o custeio depois de pronta. Volnei Zancanaro (PR) pediu mais transparência com a matéria. “Um projeto como esse deveria vir para nós mais completo. Por exemplo, dizendo quais as ruas serão contempladas. Gostaria que a administração esclarecesse isso para nós antes que essas vias fossem selecionadas”.

Os vereadores ainda consentiram sobre a formação ou renovação de mais quatro convênios do Poder Executivo: com a Associação Educacional Colméia e com a Sociedade Evangélica Educacional de Estrela, objetivando repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb); Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales); e com o Núcleo Cultural.

Pastor faz primeira sessão

O retorno das atividades legislativas em Estrela marcou a primeira sessão do suplente Valmir Turatti (PTB), que ficará com a cadeira de Felipe Schossler, também do PTB, durante o mês de fevereiro. Turatti é pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular, localizada no Bairro Boa União. Ele fez 212 votos no pleito municipal de 2016. Em seu primeiro discurso, Turatti agradeceu pela oportunidade na casa.

“Para mim, é motivo de alegria, de satisfação, estar aqui do outro lado. Há 20 anos, quando possível, costumo estar no auditório acompanhando as sessões da Câmara. Quero agradecer a Deus, ao partido, às pessoas que me apoiaram”.

Por conta do Carnaval, festejado na próxima semana, a Câmara de Vereadores de Estrela não terá sessão no dia 12 de fevereiro. Um encontro extraordinário poderá ser convocado, de acordo com a urgência dos projetos, para 15 de fevereiro. 

 

Créditos: Rádio Independente


Leia Também

Cerca de 230 estudantes do Ensino Médio assistem peça “Qual Vai Ser?” na Sicredi VT

21/05/2018

O público jovem foi o alvo da programação especial realizada pela Sicredi Vale do Taquari nesta quinta-feira (17) à noite, na sede da cooperativa em Lajeado.

Torneio do Boi adiado para dia 25

21/05/2018

Tempo instável e condições do gramado, visando também a realização dos outros eventos esportivos, foram motivos para o adiamento. Programação cultural do ParkChoppFest segue normalmente


Coleta de embalagens de agrotóxicos será dia 21 de maio

18/05/2018

A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Imigrante informa que a coleta de embalagens de agrotóxicos será realizada na segunda-feira, dia 21 de maio de 2018.

Exposição Cortinas da Memória marca aniversário de Estrela em escola

18/05/2018

Projeto histórico Um Olhar para o Passado, realizado por alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Cônego Sereno Hugo Wolkmer, resulta em exposição de trabalhos