Variedades

Você sabe porque a cidade tem o nome de Estrela?

Especial 143 anos

17/05/2019 - Variedades

Antigamente, Estrela era habitada por índios guaranis. Mais tarde, vieram os colonizadores portugueses pelo Rio Taquari. Quando chegou a noite, descansaram às margens do rio, sobre o qual a lua brilhava. De repente olharam para cima e viram uma porção de pontos luminosos que brilhavam como se fosse uma estrela caindo. Exclamaram: “Estrela”! Acharam que isto era sinal do céu, e que esta terra traria riqueza e felicidade. Os pontos luminosos que viram eram, provavelmente, a combustão de gases do pântano que existia onde hoje é o Colégio Santo Antônio. É por isso que o município leva o nome de Estrela.

Histórico

Os índios guaranis foram os pioneiros desta região, mas, a medida em que os colonizadores vieram, foram se retirando para o Centro e Norte do Rio Grande do Sul. A colonização sistemática de Estrela iniciou por volta de 1856, quando foi criada a Colônia de Estrela, na fazenda de Vitorino José Ribeiro, entre os arroios Estrela e Boa Vista. Em 1861, Antônio Vitor de Sampaio Menna Barreto transferiu-se com sua família para a sede da fazenda e seu padrasto, Vitorino José Ribeiro, obedecendo à legislação vigente, requereu a medição de suas terras, constituindo o que é hoje a área urbana e suburbana de Estrela e seus arredores.

Em 1865, Antônio Vitor mandou abrir grandes picadas (foto), como a da Boa Vista, Picada Grande e outras, nas quais se estabeleceram colonos que vinham em grande número das zonas de São Leopoldo e Feliz, que foram os pioneiros da colonização alemã em Estrela. Vieram dispostos a enfrentar as dificuldades naturais, que surgiam à frente, sem falar na saudade da pátria, dos amigos e familiares, que ficaram na Alemanha, no outro lado do mundo. As dificuldades não eram empecilho para cultivarem as tradições.

Menna Barreto percebeu as vantagens que viriam com o estabelecimento de uma capela no povoado. Em 2 de julho de 1870, obteve licença para edificá-la, com a invocação de Santo Antônio. A construção foi um passo decisivo para o desenvolvimento do povoado, que foi elevado à Freguesia de Santo Antônio de Estrela pela Lei 857, de 2 de abril de 1873. Com isso, Estrela conquistou a independência relativa, uma vez que até aquela data pertencia à Freguesia de Taquari.

Emancipação

A data do município é o dia 20 de maio de 1876, considerado feriado desde 1917. Pelo Ato número 16, Tristão de Alencar Araripe, presidente da Província, sancionou a Lei número 1.044, que elevou a Vila à Freguesia de Santo Antônio de Estrela. A instalação do município, contudo, ocorreu dia 21 de fevereiro de 1882.
A primeira Câmara Municipal era constituída por sete vereadores: Henrique Teodoro Rohenkohl, Miguel Ruschel, Jorge Carlos Lohmann, Tristão Gomes da Rosa, Bento Manuel de Azambuja, Patrício Antônio Rodrigues e Luís Paulino de Moraes. Coube a esta a aprovação, em 14 de março de 1882, do primeiro Código de Posturas.


Leia Também

Pluralismo das entidades familiares

14/06/2019

Projeto visa retirar o livro de Direito de Família do Código Civil

Atividade rural para aposentadoria

14/06/2019

É possível ao segurado especial comprovar o exercício da atividade rural por diversos meios


Qualidade de segurado para fins beneficiários

14/06/2019

A qualidade de segurado é a condição atribuída a todo cidadão filiado ao INSS que possua uma inscrição e faça pagamentos

Doenças relacionadas ao trabalho

14/06/2019

Cuidado com a saúde no trabalho precisa ser meta tanto dos empregadores como dos empregados