Estrela

Volta às aulas em Estrela já movimenta mais de 1,5 mil alunos

Atividades nas 11 Escolas Municipais de Educação Infantil do município são retomadas com sucesso

12/02/2018 - Estrela

A segunda semana de fevereiro marcou o início da aulas nas Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) de Estrela. As 11 unidades reabriram as portas para receber mais de 1,5 mil alunos. Durante o mês de janeiro a Secretaria de Educação efetivou melhorias e reformas nos estabelecimentos educacionais infantis. As equipes diretivas e funcionários realizaram reuniões pedagógicas e organizaram os espaços escolares para receber os pequenos e suas famílias.

"Aproveitamos muito bem este período. Fizemos ajustes, tanto de pessoal como de espaços, buscamos adequações para atender as demandas que surgiram, realizamos melhorias físicas e contamos com reforços humanos", destaca o secretário da pasta, Marcelo Mallmann. "Ainda temos um pequeno déficit de vagas pois este sempre surge no início de cada ano já que, tendo um ensino municipal de qualidade, de referência, ele é cada vez mais procurado. O que precisamos é, dentro de nossas possibilidades, procurar saná-las". Para tanto está no projeto da pasta a abertura, ainda este ano, de duas novas Emeis, no Bairro Moinhos e na localidade de Arroio do Ouro. "Isso por meio de uma modalidade de parceria público-privada", ressalta. "O que não podemos é desperdiçar verba para realizar melhorias naquilo em que já investimos, como o fato ocorrido na Emei Girassol", ressalta ele, sobre a escola que foi vítima de atos de vandalismo.

 

Alegria

 Os sorrisos foram muitos no reencontro dos colegas. Entre eles os da pequena Pietra de Castro, de 1,3 anos. Pelo segundo ano seguido ela vai à Emei Girassol. Para a mãe da menina, Meridiane Batista, tudo já funcionava bem, e ficou ainda melhor com as reformas. "É bom demais ver as instalações melhores, que as reformas que são necessárias estão sendo feitas. Melhor ainda ter acesso a uma educação de qualidade, com baixo custo, isso tudo, ao lado de casa, em que não é preciso pegar transporte escolar ou particular", diz a mãe da menina.

 

Vandalismo

 Entre as unidades que receberam melhorias está a Emei Girassol, no Bairro Boa União, que contou com a colocação de novos forros, salas pintadas, instalação de ares-condicionados entre outras melhorias como mesas de refeitório. Contudo, na terça-feira à noite, uma lixeira situada na calçada ao lado da escola, mas que não é utilizada pela instituição educacional, pegou fogo. Segundo denúncias e investigações, em ato de vandalismo. As chamas cresceram e atingiram parte do telhado, um dos novos aparelhos de ar-condicionado e forro. Só não se espalharam ainda mais para a área interna do espaço devido à rápida intervenção de moradores vizinhos. Mesmo que o espaço precise outra vez receber algumas melhorias na área externa, não deixará de ser utilizado.

 

Ensino Fundamental

Já as atividades nas nove escolas de Ensino Fundamental serão retomadas dia 16. Nesta data e nos dias 19 e 20 ocorrerão formação e organização para preparar o início do ano letivo. Os 2.049 alunos matriculados voltam às salas de aula em 21 de fevereiro. Ao todo a rede municipal deverá receber 240 novos alunos. A Smed, mesmo com o corte de verbas do governo federal para o atendimento no turno inverso, vai manter o serviço, atendendo mais de 600 crianças com recursos próprios. O turno inverso funciona nas escolas Pedro Jorge Schmidt (Delfina), Cônego Sereno Hugo Wolkmer (Auxiliadora), Odilo Afonso Thomé (Imigrantes), Ruth Markus Huber (Boa União), José Bonifácio (Costão) e Arnaldo Diehl (Linha Lenz).

Texto e fotos: Rodrigo Angeli


Leia Também

Alunos recebem premiação do Rotary Club Estrela

19/10/2018

O evento ocorre na Soges, a partir das 20h, na terça-feira, dia 23

13ª Mostra de Teatro inicia terça

19/10/2018

Expectativa é de reunir mais de 700 pessoas na Soges


Período eleitoral atrasa obra da Escadaria

19/10/2018

Recursos federais para o projeto da terceira etapa devem ser liberados após o segundo turno das Eleições 2018

Câncer de Mama e colo de útero: em quatro anos, 15 mortes

19/10/2018

No período, Estrela registrou 121 internações em razão de tumores