Notícias

Técnicas de ressuscitação são ministradas à equipe da saúde

10/05/2017 08:49:04

Técnicas de ressuscitação aplicadas por profissionais da saúde ou cidadãos comuns podem ajudar a reduzir um número preocupante: todos os anos morrem cerca de 250 mil pessoas no país vítimas de parada cardíaca ou cardiorrespiratória. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o infarto do miocárdio, popularmente conhecido como ataque cardíaco, é a principal causa de morte entre os brasileiros.

Incomodados com este índice, na manhã de sábado (06), a equipe da Unidade Básica de Saúde, Secretaria Municipal da Saúde e motoristas do setor participaram de um treinamento básico sobre reanimação de pacientes. A capacitação foi orientada pelo médico clínico geral Diego Machado Terres e foi realizada no auditório da Unidade Básica de Saúde. Dez pessoas estiveram presentes. "A ressuscitação deve ser feita imediatamente após o ataque e deve ser aplicada pelos leigos que estiverem próximos da vítima e que saibam fazer a massagem cardíaca. O caminho é muito longo entre o começo e o fim do atendimento e deve começar nos primeiros dois ou três minutos em que o individuo perde a consciência ou sente dor".

Terres destaca o papel dos primeiros socorros, mesmo quando aplicados por quem não tem formação médica. "O papel do leigo nesse momento inicial com a massagem cardíaca é fundamental. A cada minuto que passa a chance de sobrevivência é menor. Temos que encurtar esse tempo ao máximo. Se passarem cinco minutos, a chance de sobrevivência desse indivíduo é muito pequena", explica.

Entre os temas debatidos e praticados, manobra de Heimlich, manejo inicial do infarto e do Acidente Vascular Cerebral, identificação e atendimento, técnica adequada de massagem cardíaca, uso do desfibrilador e manejo da parada cardiorrespiratória segundo a American Heart Association. O objetivo da atividade foi qualificar a assistência aos pacientes e agilizar o encaminhamento para o atendimento secundário.