Marçal Junqueira

É hora de valorizar o Capital Social

05/03/2016 - Marçal Junqueira

É hora de valorizar o Capital Social

Há duas definições de capital social: a contábil e a definição sociológica. Eu vou me ater a definição sociológica de Capital Social sem deixar de mencionar o conceito contábil.

Foi um senhor chamado Putnam quem primeiro falou a respeito do capital social. E ele analisou durante mais de dez anos a sociedade italiana para verificar o motivo de umas regiões se desenvolverem e outras não. Chegou a conclusão que: quanto maior o capital social de uma comunidade, maior o desenvolvimento. Não tem nada a ver com o capital financeiro que se fala em contabilidade, que é a cota com que cada sócio entra para formar uma sociedade.

Para Putnam, capital social refere-se à práticas sociais, normas e relações de confiança que existem entre cidadãos de uma dada sociedade. Sistemas de participação que estimulam a cooperação. Quanto maior a capacidade dos cidadãos confiarem uns nos outros, além de seus familiares, assim como maior e mais rico for o número de possibilidades associativas numa sociedade, maior o volume de capital social.

Sempre defendi e continuo defendendo que a diferença da nossa cidade de Estrela e região é o capital social. Me recordo que usava o argumento para alguém de fora investir na nossa região, o grau de espírito comunitário e associativo de nossa região, as escolas comunitárias, inclusive universidades, e que no nosso interior do municipio não se usa cercas e, até bem pouco tempo, uns 20 ou 30 anos, não se murava a casa na cidade.

Mas para se manter um capital social de uma comunidade, cidade ou região, é presciso que haja participação. Sem participação não há possibilidade de construir capital social. Vejam bem, prescisamos, quando convocados, participar das associações comunitárias, dos círculos de pais e mestres, dos trabalhos nos clubes e mesmo do nosso bairro e cidade.

Fiquei muito orgulhoso meses atrás quando um senhor de Porto Alegre veio me agradeçer por ter indicado uma cidade da região para instalar sua empresa. Na oportunidade recomendei que procurasse fazer parte da associação de água e colaborar com o colégio e as festas comunitárias. Sentiu a diferença de viver em um lugar onde uns cuidam dos outros, cumprem o que acordam e participam fazendo a sua parte quando convocados.

Não podemos perder nosso capital social, assim não ficaremos perdidos como já estão muitos por aí. Até a próxima semana.

Leia nosso jornal onlline http://jornalng.com.br/pageflip/Main.php?MagID=1&MagNo=202 Página 02



Leia Também

Coluna Gastro

22/08/2017

Coluna Gastro

28/06/2017


Coluna Gastro

24/04/2017

Coluna Gastro

18/02/2017