Comércio aposta no fim de ano

Comércio aposta no fim de ano

ESTRELA – Depois de um ano atípico, o comércio aposta todas as fichas nas datas comemorativas de fim de ano para contar com o aumento nas vendas. Com a queda no faturamento por conta do fechamento das lojas no início da pandemia, aumento de preços dos fornecedores e até pela insegurança dos clientes, que ficaram mais em casa, muitos precisaram fechar as portas ou realizar demissões.
Sobreviveram aqueles que se reinventaram, deram a volta por cima, apostando na melhora do cenário. É o caso do empresário Irno Delai, proprietário da rede de lojas Delai, que durante o ano não só manteve a loja aberta, como reformou espaços, investiu em treinamento dos funcionários e inovou a logomarca da empresa. “Apesar de tudo foi um ano bom, porque temos saúde. Aproveitamos a pandemia para nos reinventarmos. Nossa loja recebeu nova roupagem, marcas novas, como Columbia e Lacoste, uma virada de praticamente 360 graus”, comentou.

“Não dá para ficar de braços cruzados”

O empresário destaca que a loja foi preparada para a “volta” dos clientes, com grande foco no Natal e explica o “segredo” para manter o empreendimento de pé. “Preparamos o melhor Natal dos últimos anos, com foco de trazer a felicidade. Foi um trabalho muito forte, com profissionais capacitados. O segredo é acreditar na gente, na nossa equipe, nos clientes, que são nosso maior patrimônio, é fazer um trabalho consciente, ser ousado e otimista. Não dá para ficar de braços cruzados enquanto as coisas não estão boas, precisa buscar melhorias e fazer com amor”, ensina.
Delai também explica que a loja está trabalhando com diversas promoções e condições especiais de pagamento, como forma de beneficiar os compradores. “Por exemplo, fizemos uma bolsa retornável e agora temos a caneca personalizada, que o cliente recebe em compras acima de R$ 500”, comenta.

 

Atendimento humanizado e foco no on-line

No Atacado Meu Lar, que trabalha com itens para casa, brinquedos, entre outros, o foco também foi o investimento em atendimento. “Todo mundo do comércio, de alguma forma, foi afetado. Tivemos alguns departamentos da loja que se mantiveram, como produtos de limpeza, mas de modo geral, sofremos no faturamento”, disse a sócia-proprietária, Franciele Bresciani.
Fortalecer a comunicação com o cliente e apostar na tele-entrega foi a estratégia adotada. “Como o fluxo das pessoas na rua diminuiu, aprimoramos nossa equipe para melhor atender o cliente, de forma mais humanizada. Mas atuamos também com o marketing para oferecer um atendimento mais personalizado através do on-line.”

PAPAI E MAMÃE NOEL
Com o fim do ano, Franciele destaca que o estoque da loja foi fortalecido, já que ocorre falta de algumas mercadorias entregues por fornecedores. “A nossa expectativa é sempre que aumente e notamos que o movimento está crescendo”, adianta. No Meu Lar, há presença do Papai e da Mamãe Noel durante o fim de semana.

 

Projeção de aumento nas vendas

Presidente da Cacis, Andréia Zwirtes Kich, analisa a situação do comércio de uma forma mais ampla. “A organização financeira das famílias sofreu um rearranjo em sua base, uma vez que, inicialmente, vários postos de trabalhos foram perdidos, o que acarretou em perda salarial, mas ao decorrer dos meses, especificamente na região, as pessoas se reorganizaram e, de alguma maneira, novos formatos e modalidades de trabalhos surgiram. Claro que as pessoas estão cautelosas, mas acredito que as vendas devem ter um pequeno aumento comparado a 2019”, estima.
Ela destaca ainda a projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apontando um crescimento de 3,4% nas vendas de Natal, comparado ao ano passado. “Isso impulsionado pelo comércio eletrônico que este ano mostrou ainda mais força. O próprio comércio de Estrela pode observar esse fenômeno em suas estatísticas de vendas. Parte deste resultado, acredito, se deve à campanha que a Cacis promoveu logo no início da pandemia para fomento de vendas on-line e, outra parte, pelo esforço dos empresários”, comenta.

Horário do comércio em Estrela

Dia 18 (sexta-feira): até as 20h
Dia 19 (sábado): até as 18h
Dia 20 (domingo): das 17h às 21h
Dias 21, 22 e 23: até as 21h
Dias 24 e 31: até as 17h

Deixe uma resposta