Mais quatro jornadas

Mais quatro jornadas

ESTRELA – Quatro jornadas. É o que falta para que a atípica 42ª Copa Soges conheça seus campeões, o que vai ficar para 2021. A expectativa da comissão organizadora é que tudo se resolva até o fim de fevereiro. Isso vai influenciar diretamente na realização de outras disputas nos gramados do clube, como a Copinha e a 43ª da competição, que é uma das mais antigas do Vale do Taquari.
A Copa Soges iniciou em março, no seu formato tradicional, mas foi suspensa duas semanas depois em razão de regras de controle da pandemia. Retornou apenas em outubro, mas em nova fórmula de disputa por conta do prazo menor. Desde, então, seguiu-se a uma maratona, com algumas semanas registrando até três rodadas. No início de dezembro, 140 partidas e 880 gols depois, a uma jornada da etapa que determinaria os classificados às Séries Ouro, Prata, Bronze, Cobre, e os cruzamentos mata-mata, ocorreu nova paralisação.

Manter diálogo

O coordenador da competição, Rodrigo Ramminger, cita que resta pouco para a definição dos campeões. “São quatro datas que precisamos, já que falta uma rodada classificatória; e as quartas de final, semifinais e finais serão em jogos únicos. Isso podemos resolver em duas semanas. A questão é quando. Quanto mais tarde, maior o prejuízo para o andamento da temporada 2021, ficando até mesmo ameaçada a realização da Copinha, uma espécie de aquecimento para a principal competição, e que os atletas adoram disputar.” Ramminger acrescenta que a Soges vai manter o diálogo com os atletas, buscar soluções e se adaptar ao que será permitido. “Para que tudo volte o quanto antes ao andamento natural das coisas.”

Deixe uma resposta