Crimes graves têm drástica redução em 2020

Crimes graves têm drástica redução em 2020

ESTRELA – A Delegacia de Polícia de Estrela registrou, em 2020, queda na maioria dos crimes graves. Só em roubos de veículos, a diminuição foi de 75% se comparado ao mesmo período de 2019. Enquanto os índices de criminalidade baixaram, o número de prisões e apreensões de drogas, armas de fogo e munições aumentaram.
Para o delegado titular de Estrela, Juliano Stobbe, a pandemia e o trabalho incessante da polícia resultou nas diminuições. “O coronavírus fez com que muitas pessoas e órgãos públicos permanecessem reclusos para autopreservação, a polícia, enquanto atividade absolutamente indispensável, manteve-se em plena atividade, atuando com rigor contra o crime em Estrela e em todo o Estado.”

INVESTIMENTOS

Stobbe também destaca os investimentos na segurança pública, através de política estadual. “A formação de forças táticas da Brigada Militar, melhoramento da Polícia Civil, até no efetivo, e valorização geral do serviço também colaboraram”, comenta. O delegado acredita que para este ano, mesmo com a maior circulação das pessoas, que relaxaram no isolamento social, algumas ações poderão garantir números próximos aos do ano passado. “A integração das polícias, atuação com informações privilegiadas da delegacia e a sequência do serviço com as investigações vão ajudar para que se mantenham os números próximos em 2021”, destaca.

Fique atento aos golpes mais praticados

Um crime que aumentou em 2020 foi o estelionato. Para o delegado, este é um crime em ascensão. Ele destaca os principais que ocorreram e seguem gerando prejuízos às vítimas, como forma de alerta:

– SITE FALSO DE LEILÃO: “As pessoas entram, escolhem o carro, pagam o valor e eles mandam o carro, geralmente, de São Paulo, mas falsários estão criando sites paralelos, bem montados, que são falsos e as pessoas transferem o valor. É muito difícil de rastrear o dinheiro, porque cai em uma conta fora do Estado, em nome de um terceiro que nem sabe do que se trata e rapidamente é pulverizada para outras contas”, explica.

– BENEFÍCIO DA CAIXA: Um dos golpes que surgiu em 2020 foi em relação ao acesso do aplicativo Caixa Tem, criado para os benefícios emergências que o governo federal lançou por conta da pandemia. “Muitas pessoas furtam os dados cadastrais dos beneficiários e pegam esse dinheiro.”

– CLONAGEM DE WHATSAPP: “O estelionatário entra em contato com a vítima, diz que precisa atualizar um cadastro e que ela vai receber um código para repassar. A pessoa acaba repassando o código do aplicativo, o criminoso clona a conta e começa a pedir dinheiro para familiares e amigos”, alerta o delegado.

– CLONAGEM DE CARTÃO DE CRÉDITO: “Uma pessoa liga dizendo ser da instituição bancária e informando que contas indevidas foram feitas no cartão de crédito da vítima. O estelionatário diz que vai estornar o valor, mas informa a vítima que um motoboy vai passar para recolher o cartão e que precisa entregar a senha. Para ficar mais fidedigno, chegam a dizer que pode até cortar o cartão, mas não o chip”, diz.

Dados

Furtos
2019: 327 registros
2020: 170 registros

Roubos em geral
2019: 58 registros
2020: 29 registros

Roubo de veículos
2019: 16 registros
2020: 4 registros

Guerra de facções

Quanto aos homicídios, o delegado Stobbe destaca que foram 18 registros, entre tentativas e consumados, em 2020. “Teve um período do ano que ocorreu uma guerra entre as facções e nisso houve umas quatro ou cinco mortes. As apreensões de armas e drogas também geraram tentativas e homicídios, mas não teve muita diferença em relação à 2019”, comenta.

62 quilos de drogas apreendidas

Outro registro positivo ocorre no número de prisões e apreensões de drogas e munições. Durante 2020, em ações que tiveram atuação direta da Polícia Civil, foram apreendidos cerca de 62 quilos de drogas (maconha, cocaína, crack e ecstasy), bem como a apreensão de mais de uma dezena de armas de fogo, além de aproximadamente duas mil munições de variados calibres. “As ações renderam 40 prisões, entre adultos e apreensões de adolescentes infratores, o que indiscutivelmente teve grande repercussão na queda dos índices de criminalidade”, destaca o delegado.

Nova delegacia

Além disso, Stobbe cita a mudança da sede da DP de Estrela. “Que há muito sofria com a localização em área atingida pela enchente, ocupando prédio que possui quase 100 anos e cujas instalações prejudicavam não só o atendimento à comunidade como a própria dignidade dos policiais, tendo em vista os graves problemas estruturais. Não se pode deixar de exaltar, da mesma forma, a integração da Polícia Civil com a Brigada Militar na cidade. Trata-se de parceria e lealdade total entre os membros das duas instituições de segurança, o que cada vez rende mais frutos em prol da segurança da comunidade.”

 

Deixe uma resposta