Como vai funcionar a vacinação?

Como vai funcionar a vacinação?

ESTRELA – A campanha Vacina Estrela contra a Covid-19 foi aberta de forma simbólica no fim da tarde de terça-feira, dia 19, com a imunização de Werner e Gisela Schinke. O casal com rica história ligada ao município, desde a década de 1950, foi escolhido para marcar o importante ato em Estrela. “É um momento muito especial. Do SUS, da ciência, da vida, da esperança. E a escolha de um casal ligado à medicina, e exemplo para muitas gerações e para o município, é mais do que justificada”, destacou o prefeito Elmar Schneider.

Emocionado

Werner, com 93 anos, atuou como médico clínico e cirurgião geral por mais de meio século. Também é pesquisador e escritor. “Há 62 anos (foto) eu estava vacinando um paciente aqui em Estrela. Hoje recebo a vacina”, disse ele, ao mostrar uma foto de seu livro. “Estou muito emocionado com essa honra. Difícil expressar isso em palavras”, completou o médico aposentado. Gisela, que nesta quarta-feira completou 91 anos, atuou ao lado do marido como enfermeira. “Foi um especial presente de aniversário. Muito obrigado a todos”, agradeceu.

Doses
A separação das vacinas obedeceu um balanço de acordo com os dados oficiais e proporcionais de casos da doença em cada município. As pessoas não devem procurar os postos de saúde em busca da vacina, já que a execução da imunização vai seguir um trabalho organizado de acordo com os grupos prioritários – profissionais da área saúde, pessoas com mais de 60 anos e deficientes que moram em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e indígenas.

Primeira remessa

Estrela – 449
Bom Retiro do Sul – 123
Fazenda Vilanova – 15
Colinas – 5
Imigrante – 5
Vale do Taquari: 4.240

ENTREVISTA: Celso Kaplan, secretário de Saúde de Estrela

Jornal NG: Quando a segunda dose da vacina irá ocorrer? O município tem previsão de quando deve chegar a segunda remessa?
Celso Kaplan: “Para atingir a imunidade necessária oferecida pela CoronaVac toda pessoa precisa de duas doses, que serão administradas dentro de um intervalo de duas a quatro semanas. Portanto, na medida em que as doses da vacina forem sendo distribuídas aos municípios de todo o país, as pessoas receberão uma segunda dose, obedecendo a orientação do intervalo necessário entre uma e outra. O município recebeu 449 doses da vacina que estão sendo destinadas, imediatamente, para a imunização dos grupos prioritários. Outras 449 doses estarão sendo disponibilizadas ao município pela 16ª CRS, em poucos dias, garantindo a administração das doses subsequentes.”

Jornal NG: Quem for vacinado pode apresentar algum sintoma?
Kaplan:
“A quase totalidade das vacinas existentes pode causar alguma resposta em função de seus componentes. Não é diferente com a Coronavac. Pode ocorrer leve vermelhidão, leve inchaço, dor de cabeça, até mesmo febre. Essa possibilidade de reações depende de pessoa a pessoa. Todos os imunizados estão sendo orientados a respeito destas observações.”

Jornal NG: Os grupos a serem vacinados precisam se deslocar?
Kaplan: “Considerando a etapa inicial da vacinação, acompanhada das orientações quanto ao uso de máscaras, álcool em gel, bem como de restrições quanto à aglomeração de pessoas, devemos deslocar, com segurança, a vacina, bem como as equipes de vacinação, até os locais onde as pessoas que integram os grupos prioritários estiverem.”

Deixe uma resposta