Assinado novo edital para conclusão de ginásio
Projeto do ginásio

Assinado novo edital para conclusão de ginásio

Nove anos depois de ser projetado e sete após ter as obras iniciadas – mas abandonada ao longo deste período mais de uma vez – o ginásio da quadra poliesportiva da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Leo Joas precisou de alguns dias da atual gestão para, quem sabe nos próximos meses, finalmente estar a serviço de centenas de pessoas todos os dias. Na manhã desta sexta-feira, no saguão da escola do Bairro das Indústrias, que é a maior da rede municipal, o prefeito Elmar Schneider assinou novo edital de licitação para a conclusão da obra do ginásio, abandonada desde 2019.

A obra, em terreno nos fundos da escola, em área de 980 metros quadrados, foi iniciada em 2014, mas a empresa vencedora da licitação, que chegou a cumprir até 60% do que constava em contrato, abandonou a obra mais de uma vez. Em 2019, após reuniões, os trabalhos até foram retomados, mas meses depois a empresa voltou a paralisar as ações. A última etapa foi a confecção das estruturas metálicas que dariam sustentação à cobertura da quadra. O antigo contrato foi rescindido.

Acompanhado da secretária municipal de Educação, Elisângela Mendes e da diretora Cleonice Wermann Diehl, o prefeito Schneider assinou o documento em ato no saguão da escola, para aplausos de representantes de pais e dos mais de 570 alunos; de professores, funcionários e de líderes comunitários, entre eles o vereador Humberto Canigia Rerig. O investimento total será superior a R$ 511 mil, com pouco mais de R$ 241 mil destinados pela União através do Fundo Nacional de Desenvolvimento à Educação (FNDE) e os R$ 270 mil restantes com verbas do município.

Para o prefeito, trata-se de um compromisso da sua campanha, mas que precisa da fiscalização da comunidade para que agora tudo finalmente saia como projetado. “Lembro como hoje quando essa linda e grande escola foi construída, depois municipalizada. Também quando, há oito anos, teve aprovado o projeto de ganhar ginásio que viesse a favorecer não apenas alunos e professores, mas toda uma comunidade. Projeto este que até saiu do papel, mas nunca conseguiu de fato se prestar ao seu real objetivo”, disse. “Vamos recomeçar, e quero que vocês sejam fiscalizadores de cada momento desta nova etapa que, mais adiante, será motivo de muito orgulho e satisfação”, pediu o prefeito. A secretária da Smed, que até o ano passado era vice-diretora da Leo Joas, se mostrou emocionada. “É um momento muito aguardado por todos, da escola e da comunidade, e que só será menos tocante do que quando voltarmos ali nos fundos, mas então para inaugurá-lo”, projetou ela. A atual diretora, Cleonice Diehl, completou. “Tenham certeza de que serão muitos os fiscalizadores para a bem execução desta obra tão aguardada.”

Deixe uma resposta