Estrelenses no Sul-Americano de Padel
Leila Quaresma e Karine Diedrich

Estrelenses no Sul-Americano de Padel

ESTRELA – Mesmo com as atividades paralisadas em razão da pandemia, o padel da Soges segue em destaque, mas um pouco longe de Estrela. Começou na quarta-feira, em Assunção, no Paraguai, o Sul-Americano de Padel Amador, disputado por atletas que não são profissionais. O casal estrelense, Ricardo Diedrich e Karine Bagatini Diedrich, representa a Confederação Brasileira (Cobrapa) na competição. Campeões do mesmo torneio em 2019, em Novo Hamburgo, jogam com as mesmas duplas, e os “Diedrich” esperam colocar Estrela no pódio outra vez.

Ricardo, ou “Tado”, e Karine foram convocados por serem os últimos campeões, já que o Circuito Brasileiro não ocorreu em 2020 e nem o Sul-Americano. Tado disputa a categoria +45C, ao lado de Marcelo Borges, o “Kupim”, de Lajeado. Já Karine forma dupla com Leila Quaresma, de Arroio do Meio, na categoria +30B. Com as mesmas formações, eles foram campeões em 2019 e de vários outros torneios regionais, e agora esperam conquistar o bi sul-americano.

“Dar o melhor”

“Tudo iniciou com um convite para jogar ‘algo parecido’ com o tênis, ainda no século passado. Aí começamos a brincar, jogar. Logo estava até organizando torneios, inclusive estaduais”, destaca Tado. “E estou vivendo isso tudo de novo, com todos os exames exigidos pela organização. Agora, é só diversão, mas buscando dar o melhor”, completa ele, direto do Paraguai. Karine vai no mesmo sentido. “O padel é muito mais que um esporte, é a forma que tenho de viver saudável, me divertir e fazer novas amizades”, reforçou, logo após a recepção aos atletas.

Ricardo Diedrich em Assunção

Elogios do técnico

Com exceção de Borges, todos são treinados por Frederico Leke, também diretor do padel na Soges. “São jogadores muito bons tecnicamente, que estão evoluindo muito neste caminho legal que tem o padel amador, e a gente fica contente em poder contribuir com eles e com o crescimento da modalidade como um todo”, enfatiza.

 

Deixe uma resposta